Turquia

“De agora em diante, a liberdade de pensamento é passado”

Declarou Orhan Pamuk ao Le Point, após a detenção do conhecido jornalista Ahmet Altan e do seu irmão Mehemet Altan
Ahmet e Mehmet Altan

Ahmet e Mehmet Altan

O escritor turco Orhan Pamuk, Prémio Nobel da Literatura em 2006, denunciou este domingo a prisão de um influente jornalista na Turquia. ” Condeno veementemente e cobre-me de vergonha o anúncio destas detenções.”, declarou ao Le Point

“Todos aqueles que, em algum momento, criticaram o governo são presos sob um qualquer pretexto, com base em sentimentos de vingança e de derrota que pouco têm a ver com o Direito.

Um Estado que se baseia no medo afasta-se, a passos largos, da democracia. Tal como Asli Erdogan, Nazli Ilicak, Nuriye Akman, Necmiye Alpay et Sahin Alpay, Ahmet et Mehmet Altan são escritores cujas palavras escutamos com interesse e são conhecidos e apreciados em toda a Turquia.

É preciso libertar rapidamente estas mulheres e estes homens de letras e se pretendemos levá-los perante a justiça, não é necessário mantê-los sob custódia.

Estou zangado e desiludido perante o que o meu país se tornou. Podem estar certos que todas estas medidas cruéis não fazem senão prejudicar a Turquia a nível mundial”

Leia também  Uma imensa conspiração

Subscreva a nossa newsletter.

Pub