Mãe dos Setinhos, em Luanda

Crónicas da banda

A meta

A luta pela sobrevivência, para mim, é a coisa mais humilhante e estranhamente exaltadora por que passamos; luta-se para vencer cada dia, amealham-se vitórias e memórias. Para quê?

Cabazes de Natal

Se os meus olhos falassem…

Sabes aquele cheiro característico de natal? Aquela euforia de pintar as ruas adornando-as com ramos de palmeiras e enfeitando-as com moldes de papéis coloridos ou jornais antigos... Sem esquecer os balões multicoloridos?

CRÓNICAS DA BANDA

Cartas de amor

Saudades dos tempos em que todo mundo tinha tempo para escrever uma carta de amor. Sim uma carta de amor escrita em papel perfumado ou não, letra arranjada ou não, envelope colorido ou não...