Língua Portuguesa

Cultura e Conhecimento

Nº 1
11 de Dezembro de 2016

Índice

Editorial

A partir de hoje os domingos do Tornado vão ser  da cultura e do conhecimento. Cultura e conhecimento que esta língua transporta entre os muitos mundos de que faz parte, esse espaço infinito e de múltiplas dimensões que se manifestam, em cada tempo, de acordo com o que o tempo o pede. Um trabalho que desejamos que seja feito a partir da alma dos povos, sem uma base científica, pois cultura não é ciência e o entendimento da alma de um povo sequer se pretende racional, como escreve Luís Jorge Monteverde nas suas notas sobre a história de Portugal.

Temos consciência das dificuldades e dos desafios que este trabalho implica, o primeiro, e possivelmente o mais complicado, é o de sermos capazes de nos descentrar, de dar espaço aos protagonistas e projectos das diferentes culturas e comunidades, fazendo com que estas edições sejam um espaço de experimentação do que poderá ser a comunicação e a reflexão, na Pátria da Língua Portuguesa, no interior da Nova Globalização.

Temos consciência de que há todo um caminho a fazer, que vamos encontrar muitos obstáculos e muito velhos do Restelo a falarem de impossibilidades, mas, tal como aconteceu há 500 anos, vamos ser capazes de reavivar as cumplicidades que, centradas na cultura e no conhecimento, permitiram e criaram condições para esta língua e este modo de estar no mundo tenha a dimensão global que tem hoje. Cumplicidades que têm também que atravessar os tempos de hoje, de criar uma teia fortíssima capaz de ligar protagonistas e projectos dos diferentes países e comunidades, numa estratégia que obrigará a revelar os pilares e as plataformas que, nos diferentes lugares, vão ser capazes de potenciar o lançamento de pontes sobre os mares que a nossa língua está sempre a atravessar.

Boas leituras.

Carlos Fragateiro, Editor do Cadernos Cultura e do Conhecimento

Carlos Fragateiro

Carlos Fragateiro

Professor Universitário

Subscreva a nossa newsletter.

Pub