Diário
Director

Independente
João de Sousa

Terça-feira, Janeiro 31, 2023

Escândalo Corrupção FIFA: banco norte-americano alvo de investigações

citigroup
O grupo financeiro Citigroup está a ser investigado pelos procuradores norte-americanos, por suspeita de ligações a corrupção, lavagem de dinheiro e suborno visando a FIFA, o que faz deste o primeiro banco dos EUA a ser envolvido no escândalo de corrupção que manchou a imagem da Federação Internacional de Futebol.

De acordo com o jornal económico International Business Times, a intimação partiu do estado de Nova York, e o Citigroup já veio a público declarar que vai colaborar no inquérito das autoridades. Esta notificação surge nove meses depois de 14 altos responsáveis da FIFA terem sido acusados de corrupção, suborno e lavagem de dinheiro. Na acusação podem ler-se referências a bancos americanos: não só o Citi, mas a JPMorgan Chase & Co e Wells Fargo. Estas entidades bancárias ainda não foram notificadas pelas autoridades.

A queixa dos procuradores norte-americanos afirma que os suspeitos de corrupção “confiaram fortemente no sistema financeiro norte-americano no que toca às suas actividades”, acrescentando que “esta confiança era significativa e um dos métodos principais e meios através dos quais promoveram e ocultaram os seus esquemas”, pode ler-se na acusação.

O Bank of America e o banco britânico HSBC também são mencionados nos documentos de acusação que viam os oficiais da FIFA. Um grupo de marketing desportivo, Traffic Group, está indiciado como conspirador nas acusações de suborno: este grupo terá efectuado pagamentos no total de 11 milhões de euros de uma conta do Citibank em Miami, estado norte-americano da Flórida, para uma conta da JP Morgan em Nova York.

Recorde-se que as suspeitas de corrupção levaram à queda do ex-presidente da FIFA, Josepp Blatter, que foi sucedido no cargo por Gianni Infantino, um gestor futebolístico italiano eleito no final de Fevereiro.

Receba a nossa newsletter

Contorne o cinzentismo dominante subscrevendo a nossa Newsletter. Oferecemos-lhe ângulos de visão e análise que não encontrará disponíveis na imprensa mainstream.

- Publicidade -

Outros artigos

- Publicidade -

Últimas notícias

Mais lidos

- Publicidade -