Diário
Director

Independente
João de Sousa

Sexta-feira, Junho 14, 2024

John McCain com Maryam Rajavi em Tirana

John McCain – Senador americano que preside à Comissão das Forças Armadas – visitou no dia 14 de Abril em Tirana a presidente do Conselho Nacional da Resistência Iraniana (CNRI), Maryam Rajavi, tendo abordado na reunião os últimos desenvolvimentos políticos no Irão, a nefasta intromissão do regime clerical no Médio Oriente e as perspectivas para o futuro.

Antes da reunião, o Senador, republicano do Arizona, visitou um dos centros da Organização dos Mujahedines do Povo (OMPI/MEK) em Tirana e reuniu-se com os membros da OMPI que foram relocados do Campo Liberty, Iraque para Albânia. O Senador McCain exprimiu a sua satisfação com a transferência bem-sucedida do Iraque e elogiou a perseverança dos membros da resistência bem como os enormes sacrifícios que fizeram.

“Não há dúvida que as pessoas nesta sala sofreram não só directamente, mas também com a perda dos seus entes queridos em resultado da tirania iraniana. Vocês levantaram-se, lutaram e sacrificaram-se pela liberdade, pelo direito de viver livre, pelo direito de decidirem do vosso futuro, um direito que vos é dado por Deus… Eu quero agradecer-vos por vocês serem um exemplo; um exemplo para todo o mundo que aqueles que estão dispostos a lutar e a sacrificar-se pela liberdade, serão livres’ disse o Senador McCain.

Expressando as suas condolências às vítimas da tirania do regime clerical, o Senador agradeceu ao governo da Albânia o acolhimento dos membros da OMPI. Elogiou a liderança de Maryam Rajavi exprimindo os votos de “um dia, quando o Irão for livre, iremos todos encontrar-nos na Praça da liberdade em Teerão.”

Durante a reunião, a senhora Rajavi agradeceu ao Senador McCain os seus esforços incansáveis para apoiar a transferência de membros da OMPI residentes do campo de Ashraf, Iraque, para fora do país. A Presidente do CNRI salientou: “Hoje, há consenso sobre o papel destrutivo do regime clerical na região e que o fascismo religioso que governa o Irão é a principal fonte de guerra, terrorismo e crise no Oriente Médio Oriente.” E salientou que a mudança de regime no Irão não só é indispensável para acabar com as violações flagrantes dos direitos humanos no Irão, mas também é necessária para erradicar a guerra e a crise e estabelecer a paz e tranquilidade na região. Enquanto o regime clerical estiver no poder, explicou, o Irão vai prosseguir a exportação de terrorismo e fundamentalismo.

Para Maryam Rajavi, o regime clerical encontra-se num impasse social, político e económico. O povo iraniano e a resistência estão mais determinados e preparados do que nunca para derrubar a teocracia e para estabelecer a democracia e soberania nacional no Irão, disse ela.

Fonte: Secretariado do Conselho Nacional de Resistência do Irão

Receba a nossa newsletter

Contorne o cinzentismo dominante subscrevendo a nossa Newsletter. Oferecemos-lhe ângulos de visão e análise que não encontrará disponíveis na imprensa mainstream.

- Publicidade -

Outros artigos

- Publicidade -

Últimas notícias

Mais lidos

- Publicidade -