Diário
Director

Independente
João de Sousa

Quarta-feira, Fevereiro 8, 2023

A bebé Max Zuckerberg pode mudar o futuro da terra

bebé Max Zuckerberg

Enquanto aguardamos por milagrosas soluções políticas para que o amanhã seja sustentável, são os nerds que mostram o caminho oferecendo fortunas colossais para que os filhos e os filhos dos filhos possam sobreviver num planeta menos doente. Se Bill Gates tem na Fundação familiar uma das mais importantes alavancas para um progresso sustentável e verde, apostando nas vantagens de uma tecnologia que está a mudar a face do nosso planeta e a nossa própria forma de viver, eis que sem aviso prévio surge um outro nome com uma promessa que está a rodar o mundo: Mark Zuckerberg, outrora o patinho feio do novo mundo social, foi pai.

E ser pai com Priscilla Chan da bebé Max, obriga a um novo olhar sobre o mundo: o primeiro passo foi criar a Fundação Chan Zuckerberg Initiative, o segundo escrever uma carta à filha que personifica todos os bebés do mundo. O casal declarou que, através da Fundação, vai doar 99% das acções que detém da rede social num total de 42.500 milhões de euros, uma missão para a vida e que tentará melhorar o potencial humano e promover a igualdade entre todas as crianças na próxima geração.

Mark não é virgem nas questões filantrópicas, pois é um dos signatários do documento Giving Pledge em que se comprometeu, juntamente com pares ultra-milionários, em doar mais de metade das fortunas pessoais para caridade.

Mas se por um lado aplaudimos esta decisão do casal mais badalado do momento e da oportunidade de reflexão sobre os problemas mundiais, os mercados só se tranquilizaram quando leram o comunicado oficial do Facebook que garante que Mark mantém a sua posição maioritária e não tem planos para doar mais que 1000 milhões de dólares de acções em cada um dos próximos três anos.

O Facebook continuará a fazer milhões por muitos anos.

 clique para ler na íntegra a carta enviada a Max

 

Receba a nossa newsletter

Contorne o cinzentismo dominante subscrevendo a nossa Newsletter. Oferecemos-lhe ângulos de visão e análise que não encontrará disponíveis na imprensa mainstream.

- Publicidade -

Outros artigos

1 COMENTÁRIO

Comentários estão fechados.

- Publicidade -

Últimas notícias

Mais lidos

- Publicidade -