Diário
Director

Independente
João de Sousa

Quinta-feira, Junho 24, 2021
- Publicidade -

Categoria

Contos

Ao Fundo Pitangas

Quatro montinhos de areia a fazerem de baliza e eu nada daquilo entendia, que falta de jeito para o futebol sempre tive. 8 Quatro montinhos de...

Ao Fundo Pitangas

Como dois amigos, sabes, aqui sentados nestes troncos à beira da estrada, fala da tua vontade ou tuas vontades. 7 Bem cedo o sangue mergulhava as...

Ao Fundo Pitangas

Perguntava-lhe sem levantar os olhos da folha de papel onde devagar, escrevia sonhos de criança em verso e rima, perde-se a tinta, o tempo,...

Ao Fundo Pitangas

As cidades cansam. Sinceramente, nestas varizes que se alongam pelas pernas fartas de filas, de ministérios, dos centros de saúde, da fila do autocarro,...

Ao Fundo Pitangas

Sinto uma falta enorme dos teus beijos, este espaço é demasiado fechado para os meus horizontes, aglutinado nas tuas paredes, engolido pela tua ausência,...

Ao Fundo Pitangas

Foram apenas horas passadas e secaram no vento como silêncio. Foram apenas momentos que o presente pretendia para divagar. Foram apenas delírios e ilusões,...

Ao Fundo Pitangas

Sorrisos intervalam, minutos após minutos, qual diálogo, preso à vontade das horas, a vida dispersa urge, cresce, entretidos certamente, viajam como delírios e sem...

Ao Fundo Pitangas

Ao fundo pitangas, esmolas avulsas e ninguém, por dentro o sargaço, o vómito, o desespero, nem sei que mais, um corredor sem tempero, se...

Baile de Debutantes

Texto inédito de Beatriz Aquino "Baile de Debutantes " 2h45 da madrugada. Carros sonolentos buzinam discretos na noite paulistana. A garoa fina é um convite para...

Sobre as águas da vida o silêncio dói

Ainda assim tudo isto é o cenário dos tempos que me adormecem cravados de silêncios pardos como colorir em mim uma sensação qualquer que...

Sobre as águas da vida o silêncio dói

Não mais lhe pergunto se conhece a minha dor. Esqueça-se de tudo que lhe tenha contado, parta devagar e não tropece nas fantasias destes...

Sobre as águas da vida o silêncio dói

A morte vencida elabora uma partida para distâncias escuras como quadros velhos na esplanada que ainda ontem varriam mosquiteiros estendidos e copos vazios para...

Sobre as águas da vida o silêncio dói

memórias transportam como naves soterradas nestas calçadas das tardes vadias na minha sacola de estudante ainda nesta coimbra de vestes negras onde paira a...

Sobre as águas da vida o silêncio dói

desfilo os dedos contra a cara e suo como se descesse a calçada da estrela numa tarde de viagem por dentro de mim neste...

Sobre as águas da vida o silêncio dói

Agora lisboa nos braços, as vozes e os cantares das ruas entre aplausos e lágrimas, desço como quem renasce dos escombros e nos ossos...

Últimas notícias

- Publicidade-