Diário
Director

Independente
João de Sousa

Sábado, Setembro 18, 2021
- Publicidade -

Categoria

Contos

Ao Fundo Pitangas

Cores de mar abeiçam copos, bebo noites no vulgar. Sou assim um ar de nada como a águia do torpor sobre as casas moribundas,...

Ao Fundo Pitangas

Quase madrugada. O suculento frio entra pelo escuro e encantador dilúvio de estrelas, que preenchem por completo o constelado céu, que se murmura cintilante 18 Sobre...

Ao Fundo Pitangas

E numa rua qualquer, sei lá, morri, numa esquina à caminho da escola, a manhã rompia num vagar tão lento que irritava e não...

Isabel nascera sem compaixão

Isabel nascera sem compaixão. Viera ao mundo nua, crua. Abrupta que nem um javali. Comera todos os escrúpulos desnecessários no primeiro café da manhã...

Ao Fundo Pitangas

Não sei de facto como devorar com passos o escuro que busco, mas que seguir é mesmo lema, que importa não haver quem comigo...

Ao Fundo Pitangas

Jardins, entrelaçados com o silêncio, charcos azedos a chapinhar no medo, rostos quase já não, vento e pouco mais, fantasia e eu, a entrar...

Música tardia

Minha esposa era professora de piano. Ensinou por anos em casa. Dedicava-se aos outros. Eu tinha ciúmes. Não dava muita atenção. Nunca quis aprender essa...

Ao Fundo Pitangas

Nas ruas, magotes de raros passos, de tudo e todos, ali seguindo todos os vãos, e nada vãos, todos os momentos como quem inventara...

Ao Fundo Pitangas

Vivo nestes cobertores quentes, desta vida estimulada pelas mãos da noite. Cubro-me quente e repito o sono. Repenso os planos da vida e descanso. 13 As...

A importância de ser imprudente

Marina é uma mulher assim. Assim como muitas. Como todas as outras. Comunga aos domingos e se confessa toda quinzena. "Que é pra não...

Ao Fundo Pitangas

Passo, quase indiferente, parcialmente consciente e quase ali presente, resvalo as margens com história, as margens que brilham um silêncio invulgar, ou da janela...

Ao Fundo Pitangas

Escuto do longe o voo rendido das andorinhas. O telhado húmido numa silhueta lúgubre, não os meus passos, em mim ninguém manda a não...

Ao Fundo Pitangas

O telefone rangia na mala a tua filha mãe estás onde?, nua, nas minhas mãos o curso contigo e Lisboa sem sons que importavam,...

Ao Fundo Pitangas

Um dia, o desejo de partir num voo rasteiro arredondando a falésia como a cor dos flamingos, ao longe, largar este cansaço na alma,...

Ao Fundo Pitangas

Quatro montinhos de areia a fazerem de baliza e eu nada daquilo entendia, que falta de jeito para o futebol sempre tive. 8 Quatro montinhos de...
- Publicidade-

Últimas notícias

- Publicidade-