Diário
Director

Independente
João de Sousa

Quarta-feira, Outubro 5, 2022
- Publicidade -

Categoria

Poemas

Sobre a flor, a pedra e o grito: a poesia de Craveirinha

A poesia de Craveirinha, não se resume à lírica de combate; ela inclui ainda poemas satíricos, erótico-amorosos, experimentais, formando uma obra rica e variada...

Dores…

Poema inédito de Alice Coelho Dores... Há dores sem lágrimas Tempestades sem ventos Nas palavras sinónimas Os sentires sem lamentos Há gargalhadas cretinas Silêncios em melodias Ao toque de concertinas No declamar de...

Suspenso

Poema inédito de Alice Coelho Suspenso Suspenso No tempo Como marioneta dançante Preso por cordas a balançar Num espaço cambaleante Sem horas para te abraçar Suspenso No tempo Aquele beijo perdido Breves instantes Em bocas secas...

Vou ao teu encontro

Poema inédito de Beatriz Aquino Vou ao teu encontro Vou ao teu encontro. Sobrevoo a costa Inglesa. O avião trepida, luta contra as nuvens. E eu penso que não...

Renascer eternamente

Poemas de Delmar Maia Gonçalves I "Potência dos impotentes" No sonho nostálgico de um regresso anunciado revejo mofanas adultos semi-nús e descalços deambulando pelas ruas do Maputo maputense De pistola em punho surge...

É noite

Poema inédito de Beatriz Aquino É noite É noite. Minha alma canina te segue. Fareja teu cheiro pelas ruas. Abana a cauda em tua presença. Sou fêmea e cio. São grandes...

O mar

Poemas de Delmar Maia Gonçalves I "Sou..." Sou uma voz do silêncio abafado um grito sem ruído luz transparente mapa transfronteiriço fronteira infinita amplexo fraterno. II O mar assobia e canta aos seixos do caminho e sempre sobre...

A Minha Porta

Poema inédito de Alice Coelho A Minha Porta A minha porta tem calor Paz e tranquilidade pura O coração cheio de amor Imenso carinho e ternura A minha porta tem...

Lírios

Poemas de Delmar Maia Gonçalves I "Natal enjaulado" O Natal está preso na jaula do Deus cifrão Por isso lamento estas labaredas Consomem-me os ventos poluentes deste fogo do cifrão ardente. II "Lírios" Colhi lírios no teu corpo que é...

Natal

Poema inédito de Alice Coelho Natal. É a vida com movimento É a verdade e o caminho É o perdão e ensinamento É a camisa sem colarinho Natal. É o Amor...

Bêbado

Poemas de Delmar Maia Gonçalves I "Bêbado" Ah bêbado... Por que mágoas te rebelas, por que entraves por que aberrações(?) Ah bêbado... Se soubesses quantas soluções melhores encontrarias! Se procurasses ...! Se soubesses quanta dor...

Acontecia

Poema inédito de Alice Coelho Acontecia Acontecia em noite tardia silenciosa e fria Antecedia uma tarde de sol fresca e quente Prevenia tempestades fortes ganhava no tempo Arrefeciam os poemas aquecidos Tardavam os...

Para….

Poema inédito de Alice Coelho Para.... Para além do que se sente Dum arremesso do tempo Há o aquém que te mente No instante e no momento Para lá do...

Cartas à liberdade

Poemas de Delmar Maia Gonçalves I "Argumentos para justificar a aplicação da lei da xambocada em Moçambique que não tem justificação" Houve xambocada para acabar com a candonga Houve...

Foi o vento

Poema inédito de Alice Coelho Foi o vento Foi o vento que não passou Pelas ondas do mar revolto Foi o vento que me arrepiou A pele seca e...
- Publicidade-

Últimas notícias

- Publicidade-