Diário
Director

Independente
João de Sousa

Sexta-feira, Setembro 17, 2021
- Publicidade -

Nome do autor

Nuno Ivo Gonçalves

Economista, Mestre em Administração e Políticas Públicas, Doutor em Sociologia Política. Exerceu actividade em Gestão Pública, Recuperação de Empresas, Auditoria e Fiscalização e foi docente no ISE e no ISG. Investiga em História Contemporânea.
96 Artigos
0 COMENTÁRIOS

Comprar as próprias dívidas?

Começam a surgir na comunicação social generalista notícias que chamam a atenção para que não só Luís Filipe Vieira teve o privilégio de ver...

Superior: quadros de dotação global com quotas externas

Depois um primeiro ensaio – criação nas instituições de ensino superior de concursos só para professores “da casa” com mais de 10 anos na...

1929: Quando Salazar (não) sustentou as suas posições fiscais mais avançadas

Após o fim da ditadura sidonista e do esmagamento dos movimentos insurrecionais monárquicos a formação de governos e de convergências parlamentares na I República...

1927: Quando Salazar (não) foi nomeado Presidente da Junta de Crédito Público

Quando Salazar entrou para o Governo, como Ministro das Finanças, em Abril de 1928, só dele tendo saído 40 anos e alguns meses depois,...

Inacessibilidades

O ter escolhido para tema de investigação de doutoramento O Progresso da Ideia de Gestão Empresarial na Administração Pública portuguesa teve o mérito de...

Recordações dos Governos Civis

O funcionamento do Governo e da Administração Pública portuguesa continua a mostrar-se errático em termos de pandemia, como, em termos mais recentes mostra a...

Superior privado – entre o sindicato e o Ministério os professores estão entre a espada e a parede

Fiquem ambos, SNESup e FENPROF, com a noção de que com a publicação do regime, se vier a acontecer, não se acaba o trabalho....

1928: quando Salazar (não) extinguiu a Faculdade de Direito de Lisboa

António de Oliveira Salazar, com ou sem novos biógrafos, continua a enriquecer o seu curriculum académico e político com “obra” que nunca realizou. Caiu-me recentemente,...

Hostilidade racial em Portugal

Simplificações excessivas e reivindicações com cabimento discutível As manifestações de hostilidade de base racial entre sectores da população residente em Portugal parecem emergir com aparente...

A reestruturação das polícias e os seus “públicos”

Não é preciso recorrer a este tipo de manipulações, que quando foi anunciada a extinção do SEF, assumiu a forma de emissão do comunicado...

Reforçar ou flexibilizar a lei-travão?

A denominação de lei-travão diz respeito à lei de 17 de Março de 1913, decretada pelo Congresso da República e promulgada a 15, com...

Fraudes e pressões na vacinação – O Mandarim revisitado

Se pudesse com um simples desejo, matar um homem muito rico na China e herdar toda sua fortuna na Europa sem jamais levantar suspeitas,...

Recuperação, Resiliência e Qualidade de Emprego

Não é o primeiro caso de oscilação entre Costa – Jekyll e governação – Hyde. Lembremo-nos das condições de venda do Novo Banco e,...

Como pagar pela pandemia?

Nesta forma especial de guerra, não há destruição de infraestruturas e equipamentos, mas há mortos, infelizmente muitos, doentes que ficam com sequelas, físicas ou...

O RJIES e as Universidades – Fundações

Não há, pelo menos na experiência existente, conselhos de curadores hostis ao establishment. Muito embora já tenha acontecido que o conselho de curadores arbitre...

Últimas notícias

- Publicidade -