Diário
Director

Independente
João de Sousa

Sábado, Novembro 27, 2021
- Publicidade -

Nome do autor

Nuno Ivo Gonçalves

Economista, Mestre em Administração e Políticas Públicas, Doutor em Sociologia Política. Exerceu actividade em Gestão Pública, Recuperação de Empresas, Auditoria e Fiscalização e foi docente no ISE e no ISG. Investiga em História Contemporânea.
101 Artigos
0 COMENTÁRIOS

Teses académicas sobre a Revolução de Abril – uma tese sobre a Imprensa e os novos jornais

O autor e sua tese A realização de teses académicas de História restritas ao período temporal de 1974-1976 ou até ao ano de 1975 faz...

A participação sindical decresce quando a democracia se esvai – o caso do SNESup

No inicio, uma vocação democrática e plural  O Sindicato Nacional do Ensino Superior (SNESup) foi constituído em 1989 numa Assembleia Geral descentralizada com 1805...

Um “caso” Raquel Varela?

Raquel Varela, “Académica” (como ela própria se identifica), “Intelectual Pública” (no dizer de um amigo), “Tudóloga”? Li em 21.10.2021 no Facebook o seguinte diálogo “Finalmente, o...

Recuperação de empresas: do GACRE ao Balcão Único

O Ministério da Justiça divulgou recentemente a próxima criação de um balcão único com vista a garantir que todos os credores públicos com intervenção...

Autárquicas. Eleger órgãos ou presidentes?

Como já recordei aqui, durante o Estado Novo o presidente de Câmara tinha um duplo estatuto: representava o Governo no concelho e presidia a...

Comprar as próprias dívidas?

Começam a surgir na comunicação social generalista notícias que chamam a atenção para que não só Luís Filipe Vieira teve o privilégio de ver...

Superior: quadros de dotação global com quotas externas

Depois um primeiro ensaio – criação nas instituições de ensino superior de concursos só para professores “da casa” com mais de 10 anos na...

1929: Quando Salazar (não) sustentou as suas posições fiscais mais avançadas

Após o fim da ditadura sidonista e do esmagamento dos movimentos insurrecionais monárquicos a formação de governos e de convergências parlamentares na I República...

1927: Quando Salazar (não) foi nomeado Presidente da Junta de Crédito Público

Quando Salazar entrou para o Governo, como Ministro das Finanças, em Abril de 1928, só dele tendo saído 40 anos e alguns meses depois,...

Inacessibilidades

O ter escolhido para tema de investigação de doutoramento O Progresso da Ideia de Gestão Empresarial na Administração Pública portuguesa teve o mérito de...

Recordações dos Governos Civis

O funcionamento do Governo e da Administração Pública portuguesa continua a mostrar-se errático em termos de pandemia, como, em termos mais recentes mostra a...

Superior privado – entre o sindicato e o Ministério os professores estão entre a espada e a parede

Fiquem ambos, SNESup e FENPROF, com a noção de que com a publicação do regime, se vier a acontecer, não se acaba o trabalho....

1928: quando Salazar (não) extinguiu a Faculdade de Direito de Lisboa

António de Oliveira Salazar, com ou sem novos biógrafos, continua a enriquecer o seu curriculum académico e político com “obra” que nunca realizou. Caiu-me recentemente,...

Hostilidade racial em Portugal

Simplificações excessivas e reivindicações com cabimento discutível As manifestações de hostilidade de base racial entre sectores da população residente em Portugal parecem emergir com aparente...

A reestruturação das polícias e os seus “públicos”

Não é preciso recorrer a este tipo de manipulações, que quando foi anunciada a extinção do SEF, assumiu a forma de emissão do comunicado...

Últimas notícias

- Publicidade -