Diário
Director

Independente
João de Sousa

Segunda-feira, Junho 21, 2021

Netflix quer conquistar o mundo e falta pouco

índice

Foi durante a conferência de imprensa na CES 2016 que a Netflix se tornou global, ao iniciar as emissões para mais 130 países. O CEO da Netflix, Reed Hastings, não escondeu o entusiasmo: “Estamos hoje a assistir ao nascimento de um novo canal global de televisão pela Internet”, afirmou. “Com este lançamento, os consumidores de todo o mundo – de Singapura a São Petersburgo, de São Francisco a São Paulo – poderão ver séries e filmes em simultâneo, sem tempos de espera. Com o auxílio da Internet, estamos a colocar nas mãos do consumidor o poder de ver o que quiser, quando quiser e no dispositivo que quiser”.

Por um preço fixo mensal, os membros de todo o mundo vão poder ver séries originais Netflix bem como um catálogo de séries, filmes e programas sob licença. Em 2016, dos planos da empresa destacam-se o lançamento de 31 séries novas e de reposição, 24 longas-metragens e documentários originais, um vasto leque de programas especiais de comédia “stand-up” e 30 séries infantis originais, que serão disponibilizados a todos os membros, independentemente da sua área geográfica.

Mesmo excluindo territórios como a China, Crimeia, Coreia do Norte e Síria, devido a restrições impostas pelo governo norte-americano, a Netflix adicionou o árabe, o coreano, o chinês simplificado e o chinês tradicional aos 17 idiomas que já disponibiliza.

“De hoje em diante, iremos ouvir e aprender, adicionando gradualmente mais idiomas, mais conteúdos e mais formas de os consumidores interagirem com a Netflix”, afirmou Reed Hastings. “Estamos desejosos de poder levar novas histórias fantásticas de todo o mundo a pessoas em todo o mundo”.

_NetflixEverywhere

Desde o lançamento do seu serviço de streaming em 2007, a Netflix expandiu o serviço globalmente, primeiro para o Canadá, depois para a América Latina, a Europa, a Austrália, a Nova Zelândia e o Japão, abrangendo mais de 60 países e territórios.

Para obter uma lista completa dos países e territórios onde a Netflix está atualmente disponível, clique aqui.

Receba a nossa newsletter

Contorne o cinzentismo dominante subscrevendo a nossa Newsletter. Oferecemos-lhe ângulos de visão e análise que não encontrará disponíveis na imprensa mainstream.

- Publicidade -

Outros artigos

- Publicidade -

Últimas notícias

Mais lidos