Diário
Director

Independente
João de Sousa

Segunda-feira, Setembro 20, 2021

Com contágio no alto, vacinação pode estar desacelerando as mortes

Covid-19: Brasil tem 618 mortes e 27.804 casos nas últimas 24 horas. Total de casos confirmados é de 18,45 milhões.

Apesar do contágio estar muito alto, o número de mortes por covid está em franca queda. Esse contraste pode estar relacionado com os recentes lockdowns que reduziram a circulação do vírus em muitas cidades, associado com a falsa sensação de segurança com a volta da economia após os toques de recolher. Se o contágio continuar crescente, a probabilidade de manter os números de mortes em queda deve ser baixa, a não ser que a vacinação se acelere e gere o efeito de conter os casos mais graves e mortes.

O Brasil chegou a 514.092 mortes por covid-19. Nas últimas 24 horas, foram 618 óbitos e 27.804 novos casos. Com isso, a média móvel de mortes nos últimos 7 dias chegou a 1.626 o menor número desde o dia 9 de março (quando estava em 1.572). Completamos uma semana com a média abaixo de 2 mil. Em comparação à média de 14 dias atrás, a variação foi de -18% e aponta tendência de queda pelo segundo dia seguido, após 39 dias em estabilidade ou alta.

No total, 18.448.402 casos foram confirmados no país. A média móvel nos últimos 7 dias foi de 68.231 novos diagnósticos por dia. Isso representa uma variação de -5% em relação aos casos registrados na média há duas semanas, o que indica tendência de estabilidade nos diagnósticos.

Existem 3.640 mortes em investigação por equipes de saúde, dados relativos a ontem. Isso porque há casos em que o diagnóstico sobre a causa só sai após o óbito do paciente. O número de pessoas recuperadas totalizou 16.673.329.

Os dados estão no balanço diário do Ministério da Saúde, divulgado na noite de hoje (28). O balanço é elaborado a partir dos dados sobre casos e mortes levantados pelas autoridades locais de saúde.

Em geral, os registros de casos e mortes são menores nos feriados, aos domingos e segundas-feiras em razão da dificuldade de alimentação dos dados pelas secretarias de Saúde aos fins de semana. Já às terças-feiras, os totais tendem a ser maiores pelo acúmulo das informações de fim de semana que são enviadas ao ministério.

Estados

Nenhum estado apresenta tendência de alta nas mortes. Temos 10 estados em estabilidade; DF e outros 16 apontam queda no comparativo com 14 dias atrás.

ranking de estados com mais mortes pela covid-19 é liderado por São Paulo (126.112), Rio de Janeiro (55.195) e Minas Gerais (45.924). As unidades da Federação com menos óbitos são Roraima (1.731), Acre (1.736) e Amapá (1.832).

Em relação aos casos confirmados, São Paulo também lidera, com 3,7 milhões de casos. Minas Gerais, com 1,7 milhão, e Paraná, com 1,2 milhão de casos, aparecem na sequência. O estado com menos casos de covid-19 é o Acre, com 85,4 mil, seguido por Roraima (111,8 mil) e Amapá (116,8 mil).

Vacinação: 12,09%

Os brasileiros que estão totalmente imunizados, ou seja, que tomaram as duas doses de vacinas contra a Covid ou a dose única, são 12,09% da população do país. São 25.344.765 imunizantes aplicados na segunda dose mais 247.506 na dose única, segundo dados do consórcio de veículos de imprensa, divulgado às 20h desta segunda-feira (28). O total é de 25.592.271 doses aplicadas.

A primeira dose foi aplicada em 71.369.215 pessoas, o que corresponde a 33,70% da população.

A dose única da vacina Janssen, que começou a ser aplicada nesta sexta (25) no Brasil. Até as 20h desta segunda-feira, a dose foi aplicada em 241.678 pessoas em 15 estados.

Somando as duas doses e a dose única, são 96.961.486 vacinas aplicados no total.

De ontem para hoje, a primeira dose foi aplicada em 825.935 pessoas, em 130.803 na segunda dose e em 162.850 na dose única, com um total de 1.119.588 doses aplicadas neste intervalo.


por Cezar Xavier | Texto em português do Brasil

Exclusivo Editorial PV / Tornado

Receba a nossa newsletter

Contorne o cinzentismo dominante subscrevendo a nossa Newsletter. Oferecemos-lhe ângulos de visão e análise que não encontrará disponíveis na imprensa mainstream.

- Publicidade -

Outros artigos

- Publicidade -

Últimas notícias

Mais lidos

- Publicidade -