Diário
Director

Independente
João de Sousa

Sábado, Novembro 27, 2021

Como os media estrangeiros noticiam o que se passa em Portugal

Imagem: Paulo Coimbra

“Quem vai governar em Portugal?” é o título que esta tarde se podia ler no jornal espanhol El Mundo. A edição online do periódico listava as seis questões-chave sobre o decisivo dia na Assembleia da República, entre as quais, o acordo dos partidos da oposição à esquerda, o facto de Passos Coelho (“o rapaz intelectual”) não ter a maioria e a palavra final pertencer a Cavaco Silva, chefe de Estado.

“Os partidos de esquerda de Portugal apresentam a sua aliança”, escreve o El País também na sua edição online. Destacando que o acordo entre os três partidos de esquerda foi assinado de forma discreta sem a presença de jornalistas, o jornal espanhol diz que “o pacto histórico nasce com sombras e com o receio dos mercados financeiros”. E prossegue dizendo que “se o pacto garante a paz parlamentar ao ter maioria absoluta sólida (122 deputados contra os 107 do centro direita do PSD/CDS) não garante a estabilidade da legislatura, pois que nos documentos só se fala da El País Notícia2‘perspectiva de legislatura’ e deixa-se a porta aberta à ruptura se alguma das medidas adoptada pelo hipotético Governo do socialista Costa ‘prejudicar a vida da classe trabalhadora ou os pensionistas’”.

“Em Portugal, uma aliança de esquerda prepara-se para fazer cair o Governo”, escreve o Le Monde. O jornal francês fala de um entendimento entre o PS e os “partidos da esquerda radical” para derrubar o executivo de Passos Coelho e que, “salvo surpresas”, o actual primeiro-ministro ficará em minoria parlamentar. Menciona o facto de António Costa, líder dos socialistas, “ter sempre recusado reconhecer a derrota” nas eleições legislativas de 4 de Outubro, e fala das propostas da coligação de partidos de esquerda, bem como das acusações feitas a Passos Coelho e à coligação de direita.

bbc“Os socialistas de Portugal ameaçam derrubar o novo governo”, escreve a correspondente da BBC em Lisboa. A página online da estação britânica enfatiza a vontade dos partidos de esquerda de se constituírem como alternativa e “virar a página à austeridade” e menciona ainda a manifestação da CGTP, bem como a opinião do seu líder, Arménio Carlos, que declarou que o programa socialista, apesar de ter “aspectos positivos”, “tem de ir mais longe”. O artigo inclui uma infografia com dados estatísticos sobre a situação económica portuguesa e uma descrição do que vai acontecer no caso da queda do executivo de Passos Coelho.G1 Globo Notícia2

“Socialistas portugueses apresentam moção para derrubar Governo”, escreve a página online do Globo, no Brasil. A notícia é curta e destaca as intenções da moção dos partidos de esquerda e chama o executivo PSD/CDS de “gabinete pró-austeridade”.

“Governo de Portugal poderá cair num ambiente de descontentamento WSJ Notícia2contra a austeridade”, escreve o The Wall Street Journal.

O jornal norte-americano fala da pressão sobre o Presidente da República para chamar um governo de esquerda, que entra em contraste com as políticas de austeridade da Eurozona.

Receba a nossa newsletter

Contorne o cinzentismo dominante subscrevendo a nossa Newsletter. Oferecemos-lhe ângulos de visão e análise que não encontrará disponíveis na imprensa mainstream.

- Publicidade -

Outros artigos

- Publicidade -

Últimas notícias

Mais lidos

- Publicidade -