Diário
Director

Independente
João de Sousa

Segunda-feira, Setembro 20, 2021

Congresso de Medicina aborda “Desafios da Saúde Pública” face à covid-19

Em Luanda inicia-se hoje o 1º Congresso Internacional de Medicina da UPRA, com cerca de 500 inscrições, para debater os “Desafios da Saúde Pública” em contexto de covid-19. Entre outros notáveis prelectores, destacam-se David Uip (Brasil), David Gordon (Inglaterra), Rogério Gaspar (Portugal), Milton de Arruda Martins (Brasil) e Carlos Pinto de Sousa (Angola).

A Universidade Privada de Angola (UPRA), com o apoio do Centro Policlínico Universitário (CEPOU) de Luanda, são os organizadores do 1º Congresso Internacional de Medicina da UPRA que tem início hoje e irá decorrer até 9 de Julho de 2021, com a presença de académicos, médicos, investigadores, estudantes e especialistas de várias áreas do conhecimento provenientes de Angola, Portugal, Brasil e Inglaterra.

Carlos Pinto de Sousa, Reitor da UPRA

Este 1º Congresso Internacional de Medicina da UPRA tem por finalidade incentivar a troca de experiências não somente entre os profissionais de saúde de Angola mas também alargar o intercâmbio científico com outros profissionais e instituições de saúde nacionais e estrangeiros.

Neste congresso internacional estão inscritos cerca de 500 participantes e integram prelectores de elevado gabarito internacional, dentre outros, David Uip da Faculdade de Medicina do ABC (Brasil), David Gordon (Presidente da Federação Mundial para a Educação Médica (Inglaterra), Rogério Gaspar da OMS-Genebra (Portugal), Milton de Arruda Martins, Prof. Catedrático da Universidade de S. Paulo (Brasil) e Carlos Pinto de Sousa, Reitor e Prof. Catedrático da Universidade Privada de Angola (UPRA).

Ministra da Saúde da República de Angola, Sílvia Paula Valentim Lutucuta

No primeiro dia do evento, após a entrada dos participantes e convidados na Sala Virtual do Congresso, o discurso de boas vindas caberá ao Presidente do Congresso e Reitor da Universidade Privada de Angola (UPRA), Carlos Alberto Pinto de Sousa, e o discurso de abertura , à Senhora Ministra da Saúde da República de Angola, Sílvia Paula Valentim Lutucuta.

Cooperação internacional e soluções concretas em contexto de covid-19

A conferência de abertura será proferida por Rogério Gaspar, Director do Departamento de Regulação e Pré-qualificação (RPQ) da Organização Mundial de Saúde (OMS), em Genebra, com o título “A OMS e o ACT-A na COVID-19: a cooperação internacional e soluções concretas em pandemia – a base para um novo quadro regulamentar”. O moderador deste painel será Fausto J. Pinto, Director da Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa.

Um dos momentos mais altos deste 1º Congresso Internacional de Medicina organizado pela UPRA, em parceria com o Centro Policlínico Universitário (CEPOU) de Luanda, irá ocorrer no âmbito da Conferência de Abertura porque Rogério Gaspar, em Genebra, tem como principal tarefa avaliar vacinas para a covid-19 que têm como destino os países em desenvolvimento.

Rogério Gaspar

De notar que Rogério Gaspar, também é Professor Catedrático da Faculdade de Farmácia da Universidade de Lisboa.

Desafios e perspectivas da Saúde Pública em Angola com a covid-19

Os “Desafios da Saúde Pública em Angola”, sob moderação do Secretário de Estado da Saúde, Franco Mufinda, serão objecto de análise por Helga Reis Freitas, Directora Nacional de Saúde Pública de Angola.

Um outro momento do primeiro dia de muito interesse acontecerá durante a Mesa Redonda sob o lema “As perspectivas da Saúde Pública com a covid-19”,  sob moderação do prestigiado académico da UPRA, José Belchior da Silva, em que estarão presentes como prelectores Rosa Moreira, Epidemiologista, Madalena Chimpolo especialista em Biologia Molecular e Vacinas e Joana Filipa Machado de Morais da área de Laboratório.

A Directora da Escola Nacional de Saúde Pública da Universidade Nova de Lisboa, Helga Reis Freitas, com a moderação do Secretário de Estado da Saúde de Angola, Franco Mufinda, irá proferir a conferência relacionada com os desafios da saúde pública em Angola.

No dia do encerramento do congresso, sob moderação do académico José Belchior da Silva (UPRA), dois prelectores de excelência internacional, Milton de Arruda Martins da Universidade de S. Paulo (Brasil) e David Gordon, Presidente da Federação Mundial para a Educação Médica (Inglaterra), irão debater a “Educação Médica na Perspectiva da Associação Médica Mundial”.

O discurso de encerramento ficará sob responsabilidade de Maria do Rosário Bragança, Ministra do Ensino Superior, Ciência, Tecnologia e Inovação (MESCTI) de Angola.

 


por Luís dos Santos, Angola

Receba a nossa newsletter

Contorne o cinzentismo dominante subscrevendo a nossa Newsletter. Oferecemos-lhe ângulos de visão e análise que não encontrará disponíveis na imprensa mainstream.

- Publicidade -

Outros artigos

- Publicidade -

Últimas notícias

Mais lidos

- Publicidade -