Diário
Director

Independente
João de Sousa

Quarta-feira, Outubro 5, 2022

Dicas culturais para passar a quarentena e construir juntos o sonho de um outro mundo

Marcos Aurélio Ruy, em São Paulo
Marcos Aurélio Ruy, em São Paulo
Jornalista, assessor do Sindicato dos Professores do Ensino Oficial do Estado de São Paulo

Os inimigos da cultura não perdem por esperar. A cultura não para, não desiste, insiste, resiste e mesmo em quarentena, artistas do Brasil e do mundo dão a sua contribuição em nome da generosidade, da vontade de superar estes tempos sombrios e porque não, do sonho de outro mundo. Como canta Manu Chao para mostrar que o futuro está em nossas mãos, bem lavadas.

Mesmo sem poder sair de casa para derrotar a pandemia do coronavírus, a resistência ao ostracismo e à mentira, não para e os sonhos insistem em se tornar realidade. Que outro mundo virá depois de tudo isso?

Como cantam 30 artistas no Samba da Quarentena:

“Cada um na sua
Todo mundo ensimesmado
Cada um no seu quadrado”.

E o grupo Francisco, el Hombre e Luê respondem:

“Juntos, nunca sós
Nos cuida de nós
Juntos, mesmo sós
Pra cuidar do outro após”.

Em lives imperdíveis.

Samba da Quarentena, vários artistas

 

Juntos, Nunca Só, de Francisco, el Hombre e Luê

Artistas de todos os matizes têm produzido lives para todo mundo assistir a grandes shows, mesmo sem sair de casa. A gravadora Biscoito Fino disponibiliza em seu canal do YouTube, diversos shows de vários artistas. Chico Buarque, Elza Soares, Maria Bethânia, Zeca Pagodinho, Caetano Veloso e Maria Gadú, entre muitos outros. Vale conferir.

Inúmeros artistas do sertanejo, do pagode e de outros estilos estouram em audiência em suas redes sociais ou pelo YouTube. Além disso, vários projetos culturais online vão surgindo para a alegria e o bem de todos nós, pobres mortais.

Um grupo de cerca de 200 artistas criaram a Manifesta Arte em Rede uma verdadeira maratona cultural que começou no início do mês e se encerra no dia 19. Eles passam o chapéu no esquema “pague quanto puder” e contam com exposições, debates, oficinas, intervenções, das linguagens de teatro, dança, circo, música, cinema, artes plásticas, literatura, artes visuais, cultura popular, contação de histórias, entre outros.

Os conteúdos serão disponibilizados através dos canais da Manifesta Arte em Rede no YouTube, Facebook e Instagram: @manifestaarteemrede. Os artistas irão doar 80% do dinheiro arrecadado para instituições que atuam com quem está mais vulnerável durante a pandemia da Covid-19. Para colaborar acesse: http://vaka.me/955819.

Conheça o Manifesta Arte em Rede

O Montreux Jazz Festival, do Canadá, disponibiliza gratuitamente 56 shows de artistas que passaram pelo festival, como Nina Simone, Johnny Cash, James Brown, Ray Charles, Patti Smith, The Racounters e muitos outros. O acesso é gratuito por 30 dias, basta se cadastras e usar o código “FREEMJF1M” (50 concerts du Festival en streaming).

Confira a apresentação de Gilberto Gil, em 1978

Vários artistas produzem lives quase diariamente. O Teatro Mágico, com Fernando Anitelli se apresenta todos os dias, às 11h. Moacyr Luz e o Samba do Trabalhador, toda segunda-feira, às 17h.

A Casa Natura Musical apresenta Sala da Casa, com espetáculos de 17 artistas nacionais. Os shows de aproximadamente 20 minutos acontecem às 19h. No domingo (12) é a vez do rapper Edgar. Attøøxxá, no dia 17, Urias (18), Ana Gabriela (19), Larissa Conforto (24), Romero Ferro (25) e Felipe Cordeiro (26). Programe-se.

A Organização Mundial da Saúde anuncia show virtual com diversos artistas para o dia 18, em diversos horários, pelo projeto #TogetherAtHome, que conta com Eddie Vedder, Billie Eilish, John Legend, Andrea Bocelli, Alanis Morissette, Billie Joe Armstrong, Elton John, Lizzo, J Balvin, Maluma, Paul McCartney e Stevie Wonder.

Confira

‘One World: Together At Home’ Will Inspire Action to End Coronavirus With Music and More

Também é possível assistir aos espetáculos do Festival Fico em Casa Brasil, que já teve três edições. Basta acessar a página do festival e apreciar os grandes espetáculos sem pôr os pés fora de casa.

Também há a possibilidade de assistir inúmeros clássicos do cinema pelo streaming do Petra Belas Artes, de graça até o dia 15. Não perca.

Certamente podemos imaginar, como John Lennon, “todas as pessoas, partilhando todo o mundo”, sem discriminações, sem tabus, sem censura, sem classes sociais. Por isso, ficar em casa neste momento é fundamental para salvar vidas e construir o novo “para merecer quem vem depois”, com cantam Beto Guedes e Ronaldo Bastos.

Imagine, de John Lennon


Texto em português do Brasil


Receba a nossa newsletter

Contorne o cinzentismo dominante subscrevendo a Newsletter do Jornal Tornado. Oferecemos-lhe ângulos de visão e análise que não encontrará disponíveis na imprensa mainstream.

 

Receba a nossa newsletter

Contorne o cinzentismo dominante subscrevendo a nossa Newsletter. Oferecemos-lhe ângulos de visão e análise que não encontrará disponíveis na imprensa mainstream.

- Publicidade -

Outros artigos

- Publicidade -

Últimas notícias

Mais lidos

- Publicidade -