Diário
Director

Independente
João de Sousa

Sábado, Novembro 27, 2021

Gestão de stocks em farmácias hospitalares é tema de debate em Angola

O lançamento do livro “Gestão de stocks em farmácia hospitalar”, baseado num estudo de caso realizado no Hospital Pediátrico de Luanda, foi o pretexto para um debate que envolveu académicos e profissionais ligados ao sector da saúde de Angola.

Na opinião de Esperança Pacavira, autora do livro, devido à escassez de recursos financeiros registados nos últimos anos no país, tem havido dificuldades na actividade de assistência farmacêutica.

Por outro lado, o grande problema verificado é que tudo se agrava devido à ausência de recursos humanos especializados em gestão farmacêutica de unidades hospitalares.

Universidade Privada de Angola (UPRA)

O anfiteatro da Universidade Privada de Angola, em Luanda, foi o local que acolheu docentes, médicos, enfermeiros e estudantes da Faculdade de Ciências da Saúde, para se discutir os objectivos da gestão de stocks de medicamentos em hospitais.

Segundo Esperança Pacavira o sucesso depende da (boa) gestão de medicamentos que deve englobar diversas fases, por ordem bem determinada:

A gestão de medicamentos deve englobar programação, aquisição, armazenamento, distribuição e meios de gestão interna”.

O grande desafio para as unidades hospitalares de todo o território passa por tomar decisões no âmbito da gestão de stocks, desde logo, quanto encomendar, quando encomendar e determinar a quantidade de stock mínimo e/ou segurança que se deve manter para se assegurar que cada artigo esteja num nível de serviço satisfatório para o paciente.

A obra, inédita no país, é da autoria de Esperança Pacavira Fernandes, Mestre em Gestão Hospitalar, e foi lançada no dia 08 de Dezembro de 2020, no Anfiteatro da Universidade Privada de Angola, sob o olhar muito atento do Reitor da UPRA, Prof. Doutor Carlos Pinto de Sousa, antigo Bastonário da Ordem dos Médicos de Angola.


por Luís dos Santos, Angola


Receba a nossa newsletter

Contorne o cinzentismo dominante subscrevendo a Newsletter do Jornal Tornado. Oferecemos-lhe ângulos de visão e análise que não encontrará disponíveis na imprensa mainstream.

 

Receba a nossa newsletter

Contorne o cinzentismo dominante subscrevendo a nossa Newsletter. Oferecemos-lhe ângulos de visão e análise que não encontrará disponíveis na imprensa mainstream.

- Publicidade -

Outros artigos

- Publicidade -

Últimas notícias

Mais lidos

- Publicidade -