Diário
Director

Independente
João de Sousa

Domingo, Outubro 17, 2021

Impeachment de Bolsonaro Já!

A CPI já tem dados suficientes que mostram que Bolsonaro, minimamente, segue e coloca em prática a teoria populacional malthusiana, que é uma teoria criminosa.

Precisamos falar sobre isso, precisamos entender que não se trata de uma frase de efeito, tampouco de um mote de mobilização. Se trata de algo real e mais do que nunca necessário ao nosso país, ao nosso presente e ao nosso futuro.

O Brasil todo tem acompanhado com muita atenção os trabalhos da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid no Senado Federal. Absolutamente todos os depoimentos já levam a uma conclusão definitiva de que houve uma política deliberada comandada pelo presidente da República para não promover o enfrentamento necessário à pandemia do coronavírus.

Tudo o que fez Jair Bolsonaro (sem partido) e o que fizeram seus assessores e os seus ministros deixam absolutamente claro: não houve – e não há – interesse de adotar medidas necessárias à proteção da população. As provas são muitas, as mentiras, as contradições ditas na CPI, também são muitas. Isso, no meu entendimento, precisa ser analisado com muito critério e com muita responsabilidade.

A CPI já dispõe de instrumentos de provas suficientes para propor um impeachment do presidente. A CPI já tem dados suficientes que mostram que Bolsonaro, minimamente, segue e coloca em prática a teoria populacional malthusiana, que é uma teoria criminosa.

Afinal, o que é a teoria malthusiana? Essa teoria partiu de estudos realizados pelo economista inglês Thomas Robert Malthus, que era um sacerdote anglicano. Uma teoria desenvolvida no final do século 18, em plena Revolução Industrial. Uma teoria que aponta as consequências – segundo ele, negativas – do crescimento populacional desordenado.

Malthus mostra que o crescimento populacional é muito maior que o crescimento da produção de alimentos, o que pode levar à falta de comida para alimentar as pessoas. Portanto, através desses estudos é que Malthus propõe que uma das formas de conter isso que ele chama de desequilíbrio entre crescimento populacional e produção de alimentos: o controle do crescimento populacional. E não o aumento da produção de alimentos.

O economista britânico do século XVIII Thomas Malthus. Suas ideias de mais de 200 anos voltam à baila (Divulgação)

E ele defende de forma clara e aberta que isso pode vir a acontecer de duas maneiras: através da propagação de doenças ou através de guerras. Mais do que isso, ele defendia que os pobres não deveriam ser ajudados, pois isso faria com que eles sobrevivessem mais.

Isso é Bolsonaro. Bolsonaro não segue a teoria de Malthus, somente. Ele pratica essa teoria, o que é um crime de genocídio, um crime contra a humanidade. Portanto, penso que o foco principal da CPI deva ser desde já – antes que seja tarde demais – indicar a responsabilidade do presidente, para que os parlamentares possam abrir um processo sério e livrar o Brasil desta política genocida de Jair Bolsonaro.


por Vanessa Grazziotin, Ex-senadora (AM) | Texto original em português do Brasil

Exclusivo Editorial PV / Tornado

 

Receba a nossa newsletter

Contorne o cinzentismo dominante subscrevendo a nossa Newsletter. Oferecemos-lhe ângulos de visão e análise que não encontrará disponíveis na imprensa mainstream.

- Publicidade -

Outros artigos

- Publicidade -

Últimas notícias

Mais lidos

- Publicidade -