Diário
Director

Independente
João de Sousa

Sábado, Julho 20, 2024

Imprensa nacional transforma opinião de colunista em alerta de resgate do Wall Street Journal

WSJ
A imprensa portuguesa generalista e económica deu esta semana uma notícia, supostamente do Wall Street Journal, acerca de um novo resgate a Portugal, que não é mais do que um artigo de opinião de um colunista do portal Marketwatch – William Watts -, conhecido pelas suas posições neo-liberais.

Erradamente, o Diário Económico e o Observador, foram “atrás” de um título falacioso e sensacionalista, esquecendo que a fonte estava errada e que a “notícia” era apenas uma opinião. Estará a imprensa “mainstream” tão ávida de notícias que já nem verifica as fontes e a relevância do que publica ou os motivos serão outros, mais obscuros?

A sequência desta “não-notícia” teve início com a publicação, por parte de um colunista neo-liberal, editor-adjunto de um site sobre mercados financeiros (Marketwatch), de um artigo de opinião sobre Portugal. O autor critica o novo governo e fala sobre a hipótese de uma agência cortar o rating da República.

 

Última versão da “notícia” dizia que EUA apontavam para novo resgate

A imprensa portuguesa, com destaque para jornais especializados, como o Económico, ou politizados, como o Observador, “apanha” a notícia, citando a primeira frase do artigo, mas com a fonte errada. O artigo não é do Wall Street Journal, mas sim do Marketwatch. Os títulos “WSJ alerta para novo resgate a Portugal” massificaram-se pela Web.

A restante imprensa doméstica reproduz o material deturpado sem consultar a fonte primária. A última versão da notícia chega ao ponto de difundir o seguinte título: “Estamos a caminho de novo resgate? Nos Estados Unidos diz-se que sim”.

Tendo em conta que um dos elementos mais desestabilizadores para os denominados “mercados” é – como consensualmente aceite – a confiança, o que dizer deste comportamento por parte da maioria da imprensa portuguesa? Será esta a causa da falência e fecho de grande parte dos meios de comunicação social em Portugal?

Receba a nossa newsletter

Contorne o cinzentismo dominante subscrevendo a nossa Newsletter. Oferecemos-lhe ângulos de visão e análise que não encontrará disponíveis na imprensa mainstream.

- Publicidade -

Outros artigos

- Publicidade -

Últimas notícias

Mais lidos

- Publicidade -