Diário
Director

Independente
João de Sousa

Sábado, Novembro 27, 2021

James Hansen avisa que “Mundo está no caminho errado”

destaque

Pela primeira vez presente numa conferência mundial sobre o clima, o especialista em alterações climáticas, James Hansen, alertou os líderes mundiais presentes na Cimeira do Clima de Paris (COP21), para o facto de estarem “no caminho errado para prevenir o aumento do aquecimento global”. Em causa estão os planos de limitar o aquecimento global a dois graus centígrados, algo que o cientista considera errado.

“Isto é uma fraude total. Não vamos conseguir reduzir as emissões enquanto deixarmos que os combustíveis fósseis sejam a forma mais barata de energia. Toda a gente estaria melhor se o preço dos combustíveis fósseis fosse honesto. Devia incluir o seu custo para a sociedade”, explicou.

James Hansen, que falou durante o quarto dia da Cimeira, tinha já alertado, em 1988, sobre os perigos das alterações climáticas, e reforçou, em Paris, a sua posição. Numa entrevista ao “Democracy Now!”, o cientista, que chegou a dirigir o centro espacial Goddard da NASA, nos Estados Unidos, acredita que deveria ser implementada “uma taxa ao preço dos combustíveis fósseis”.

“Deveria existir uma taxa de carbono e o dinheiro deveria ser entregue ao público. E quem se saísse melhor em limitar o uso de combustíveis fósseis, faria dinheiro. Quem viajasse pelo mundo fora e tivesse grandes casa, pagaria uma taxa maior do que o que receberia”, explica o cientista dando como exemplo o caso do Alaska, onde o dinheiro dos combustíveis fósseis é entregue ao público.

Segundo James Hansen, este projecto iria fazer com que as empresas desenvolvessem ideias para energias menos poluentes, sendo que estudos promovidos nos Estados Unidos demonstram que, após 10 anos, as emissões de gás seriam reduzidas a 30 por cento.

hansen“Ainda não vi ninguém propor o que realmente é preciso”

Sobre o discurso do presidente americano, Barack Obama, durante a Cimeira, James Hansen foi peremptório ao afirmar que “ele acredita realmente que está a fazer alguma coisa”. “Temos de decidir, estas pessoas são estúpidas ou apenas desinformadas? São mal aconselhadas? Eu acho que ele acredita realmente que está a fazer alguma coisa. Ele quer deixar um legado na questão das alterações climáticas mas o que ele propõe é totalmente ineficaz. O facto de investirem nas energias renováveis é pouco. Enquanto os combustíveis forem baratos, as pessoas vão continuar a queimá-los”, declara.

Questionado pelo “Democracy Now!” sobre as propostas dos candidatos presidenciais sobre a questão do clima, James Hansen também não poupou críticas e admitiu que “ninguém propõe o que é realmente preciso”. “Ainda não vi nenhum candidato, liberal ou conservador, que propusesse o que realmente é preciso, que é tornar o preço dos combustíveis fósseis honesto, mas não utilizar o dinheiro para aumentar o Governo, mas sim dá-lo às pessoas”.

Contudo, o cientista refere que os democratas Bernie Sanders e Barbara Boxer foram os únicos a apresentar algo em concreto, embora não suficiente. “Eles propuseram um pagamento que era, basicamente, algo entre uma taxa e um dividendo, só que neste caso o Governo iria ficar com 40 por cento do dinheiro. Assim não funciona. Até porque os Conservadores nunca iriam aceitar”.

A COP21 decorre até ao próximo dia 11 de Dezembro e reúne representantes de 195 países que tentarão chegar a acordo sobre a redução de emissões de gases e permitir limitar, até 2100, o aquecimento global a dois graus centígrados.

Receba a nossa newsletter

Contorne o cinzentismo dominante subscrevendo a nossa Newsletter. Oferecemos-lhe ângulos de visão e análise que não encontrará disponíveis na imprensa mainstream.

- Publicidade -

Outros artigos

- Publicidade -

Últimas notícias

Mais lidos

- Publicidade -