Diário
Director

Independente
João de Sousa

Sábado, Janeiro 22, 2022

Jovem sueca impede deportação de afegão em aeroporto na Suécia

Uma jovem sueca obteve uma pequena vitória contra a onda anti-imigração que paira sobre a Europa. Nesta segunda-feira (23), ela impediu que um avião decolasse para não deixar que um afegão de 52 anos fosse deportado. A maioria dos passageiros sabem que a aeronave não pode decolar até que todos estejam sentados e com os cintos afivelados, desta forma, ela ficou em pé, em protesto, até que o homem fosse retirado do avião.

Entre críticas e apoios, Elin Ersson, de 21 anos, se manteve firme e encarou até um passageiro que tentou impedi-la de se manifestar. Ela pertence a um grupo de ativistas que compraram uma passagem para este voo justamente para tentar impedir esta deportação.

Ao identificar o imigrante afegão, que estava acompanhado de um oficial de imigração, Elin ligou seu telefone e começou a fazer uma transmissão pelo Facebook, em inglês, que durou 14 minutos, até o homem ser retirado da aeronave.

Comovida, e corajosa, a jovem enfrentou a tripulação, que tentou fazê-la se sentar diversas vezes e também os passageiros que reclamavam do atraso do vôo. “O voo vai atrasar, mas você não vai morrer no seu destino, ele pode ser morto quanto chegar no Afeganistão”, disse ela ao responder um britânico que tentou fazer com que ela parasse a transmissão, pegando à força o celular dela.

Após alguns minutos, no entanto, outros passageiros passaram a apoiar a ativista e se juntaram ao protesto. A iniciativa acabou sendo bem-sucedida, e o afegão e oficial de imigração deixaram o avião após uma ordem do piloto. Pouco depois, ela foi retirada por seguranças.

Até esta quarta-feira, o vídeo de Elin tinha registrado 2 milhões de visualizações. Ela é estudante da Universidade de Gotemburgo e fez um treinamento para se tornar assistente social. Atualmente, pertence a um grupo que protesta contra a política de deportações da Suécia.

Em 2015, mais de 160 mil pessoas – incluindo 35 mil – adolescentes chegaram ao país e solicitaram refúgio. A maior parte deles veio do Afeganistão. Apenas 28% conseguiram obter o status de refugiado.

Desde a onda migratória de 2015, o tema vem incendiando o debate político na Suécia. Em setembro, o país vai ser palco de eleições gerais, e o tema da imigração tem sido dominante na campanha eleitoral.

Vários países europeus consideram o Afeganistão um país “seguro” e não impõem restrições para a deportação, mas ativistas afirmam que a situação continua grave.

Elin pode ser punida e até presa devido ao protesto

Ao longo do vídeo, Elin Ersson afirmou que não havia feito nada de errado, mas autoridades suecas já sinalizaram que encaram a situação de maneira diferente.

A polícia apontou que passageiros que se recusam a obedecer ordens da tripulação quando já estão a bordo podem ser punidos com multas e até seis meses de prisão.

As autoridades também informaram que o afegão de 52 anos está sob custódia da polícia e que seu processo de deportação ainda vai ser executado, embora não tenha apontado quando isso deve ocorrer.

Vídeo

Sueca impede decolagem de avião para evitar deportação de afegão – @dw.stories

Sueca impede decolagem de avião para evitar deportação de afegão
DW Stories

Publicado por DW (Brasil) em Quarta-feira, 25 de Julho de 2018

 

Texto em português do Brasil

Exclusivo Editorial PV (Deutsche Welle) / Tornado

Receba a nossa newsletter

Contorne o cinzentismo dominante subscrevendo a Newsletter do Jornal Tornado. Oferecemos-lhe ângulos de visão e análise que não encontrará disponíveis na imprensa mainstream.

Receba a nossa newsletter

Contorne o cinzentismo dominante subscrevendo a nossa Newsletter. Oferecemos-lhe ângulos de visão e análise que não encontrará disponíveis na imprensa mainstream.

- Publicidade -

Outros artigos

- Publicidade -

Últimas notícias

Mais lidos

- Publicidade -