Diário
Director

Independente
João de Sousa

Quinta-feira, Outubro 21, 2021

Lava Jato extinguiu 4,4 milhões de empregos, aponta Dieese

A Operação Lava Jato colocou 4,4 milhões de brasileiros no desemprego e tirou R$ 172,2 bilhões da economia. A informação foi apresentada em live sobre os estragos provocados pela Operação de Curitiba, deflagrada em 2014 e dissolvida em fevereiro deste ano.

Promovida pelo presidente da CUT, Sergio Nobre, a transmissão apresentou dados de estudo feito pelo Dieese. “Nosso objetivo é assegurar a criação de instrumentos e leis para impedir que a destruição causada pela Lava Jato se repita no Brasil”.

 

Construção

O setor mais afetado foi a construção civil, com 1,1 milhão de postos de trabalho fechados. A devastação foi tão extensa que atingiu até a educação privada, com 106,5 mil vagas perdidas.

No que tange à economia, segundo o estudo, em consequência dos R$ 172,2 bilhões de investimentos a menos, os cofres públicos deixaram de arrecadar R$ 47,4 bilhões em impostos. Sendo R$ 20,3 bilhões em contribuições sobre a folha de salários. A perda em relação à massa salarial foi de R$ 85,8 bilhões.

Para chegar ao resultado, o estudo consumiu mais de um ano de pesquisas e utilizou dados oficiais e nacionais de 67 setores da economia. A íntegra do material será publicada em livro a ser lançado no final de abril.

Segundo Sérgio Nobre, estudo foi realizado para apurar o impacto da Lava Jato no mercado de trabalho e na economia. “Desde o início da Operação, lá em 2014, alertamos que a Lava Jato tinha que se concentrar em investigar as denúncias e punir os culpados, sem destruir as empresas e, consequentemente, os empregos e a economia”.

 

Congresso

O material será entregue nas mãos dos presidentes da Câmara dos Deputados e do Senado, de entidades nacionais e internacionais e de organizações representativas da sociedade.


Agência Sindical  |  Texto em português do Brasil

Exclusivo Editorial Rádio Peão Brasil / Tornado

 

Receba a nossa newsletter

Contorne o cinzentismo dominante subscrevendo a nossa Newsletter. Oferecemos-lhe ângulos de visão e análise que não encontrará disponíveis na imprensa mainstream.

- Publicidade -

Outros artigos

- Publicidade -

Últimas notícias

Mais lidos

- Publicidade -