Diário
Director

Independente
João de Sousa

Domingo, Outubro 17, 2021

Marcelo Rebelo de Sousa critica Cavaco Silva “Cabemos todos dentro da Democracia”

MARCELO REBELOO candidato presidencial Marcelo Rebelo de Sousa criticou o discurso de Cavaco Silva quando chamou Passos Coelho a formar governo, nomeadamente por ter excluído do debate político os partidos de esquerda, PCP e BE, que podem fazer parte de uma alternativa de governo liderada pelo PS. “Não há portugueses inimigos de portugueses”, disse.

Recuando ao período revolucionários pós 25 de Abril de 1974, Marcelo considerou que em todas as revoluções houve excessos e que em Portugal também se cometeram alguns excessos mas que esse período está no passado: “nesses períodos os excessos traduziam-se em dividir os portugueses em patriotas e não patriotas, em bons portugueses e maus portugueses, em democratas e antidemocratas, naqueles que podiam ter o exclusivo de acesso ao poder e aqueles que estariam marginalizados indefinidamente do poder”, disse o candidato, este sábado durante a sessão de esclarecimento na Voz do Operário, em Lisboa.

“Passaram mais de 40 anos e nós não queremos voltar a esse tipo de divisão entre os portugueses. Somos todos portugueses. “Cabemos todos dentro da Democracia”, foram algumas das afirmações de Marcelo Rebelo de Sousa.

“Cada qual tem o seu pensamento e tem direito a tê-lo, é legítimo. É preciso não confundir adversários com inimigos”, disse. Marcelo defendeu que o debate político que se vive deve ser feito sem crispação, com humildade e com o dever democrático “de aceitar a riqueza da diversidade e não impor a exclusão”.

Receba a nossa newsletter

Contorne o cinzentismo dominante subscrevendo a nossa Newsletter. Oferecemos-lhe ângulos de visão e análise que não encontrará disponíveis na imprensa mainstream.

- Publicidade -

Outros artigos

- Publicidade -

Últimas notícias

Mais lidos

- Publicidade -