Diário
Director

Independente
João de Sousa

Domingo, Julho 21, 2024

O país inteiro pergunta onde está a honestidade prometida?

Marcos Aurélio Ruy, em São Paulo
Marcos Aurélio Ruy, em São Paulo
Jornalista, assessor do Sindicato dos Professores do Ensino Oficial do Estado de São Paulo

Senador governista preso com dinheiro na cueca traz à memória, a atualíssima canção de Noel Rosa, na qual pergunta “Onde está a honestidade?”. Noel, sempre brilhante, um dos mais importantes compositores brasileiros de todos os tempos. Também fundamental para a nossa música popular, Ary Barroso, com Lamartine Babo cantam que “no rancho Fundo bem pra lá do fim do mundo, a lua vem pro quintal desse moreno”.

Estão nesta seleção também o talento e a inovação de Luiz Melodia, Zélia Duncan, Majur e Tulipa Ruiz. É a música popular brasileira cantando o que precisa ser cantado para mudar o país.

 

Zélia Duncan

Na estrada há muitos anos, a cantora e compositora fluminense, Zélia Duncan mistura rock com MPB, samba e outros rimos nacionais e estrangeiros num trabalho singular. Sempre com temas sociais e políticos. Em defesa de respeito e direitos iguais para todas as pessoas. Zélia conquistou o seus espaço com uma carreira sólida, sem se apegar a modismos e na resistência ao obscurantismo.

“Ervas, castanhas, flor, força e quintal
Somos a canção, sabemos tons de amores
Sob um véu no olhar que só quer abraçar
Somos espaços de amar
Somos o sim e o não, não, não
Somos o corpo, tentação
Somos o ser que está”

 

Nascer Mulher (2019), de Ana Costa e Zélia Duncan

 

 

Majur

A jovem baiana Majur se destaca entre os novos talentos da música popular brasileira. Identifica-se como uma pessoa trans não-binária. Em recente entrevista afirmou que transita “muito bem entre os universos masculino e feminino. Reconheço os dois em mim e preciso de ambos”. De origem muito humilde, catava matéria reciclável com sua mãe. Superou todos os obstáculos com sua potente voz e talento em compor. Muita atenção ao trabalho de Majur.

“Jardineiro
Plantei flores coloridas no jardim
Do eu e você
Andarilho
No caminho que senti
Cantei pra você ouvir”

 

Andarilho (2020), de Majur

 

 

Ary Barroso

O mineiro Ary Barroso (1903-1964) se transformou num dos mais importantes compositores brasileiros ao mostrar o Brasil como ele é. Uma das canções mais importantes de todos os tempos. O samba exaltação, “Aquarela do Brasil”, composta por ele em 1939, figura entre as mais executadas do país e está no imaginário popular ainda hoje. Ary é reconhecido como um dos mais importantes inovadores da música popular brasileira, principalmente no samba.

“Tendo o cigarro por companheiro
Sem um aceno ele pega na viola
E a lua por esmola vem pro quintal deste moreno
No rancho fundo bem pra lá do fim do mundo”

 

No Rancho Fundo (1931), de Ary Barroso e Lamartine Babo; canta Marisa Gata Mansa

 

 

Luiz Melodia

Já no início de sua carreira profissional, o carioca Luiz Melodia (1951-2017) encantou público e crítica com um trabalho ímpar ao mesclar MPB, samba, rock, blues, soul e o que mais aparecesse. Levou sua negritude e brasilidade pelo mundo afora e se destacou como um dos mais importantes nomes da MPB.

“Lava roupa todo dia, que agonia
Na quebrada da soleira, que chovia
Até sonhar de madrugada, uma moça sem mancada
Uma mulher não deve vacilar”

 

Juventude Transviada (1975), de Luiz Melodia

 

 

Noel Rosa

As pessoas podem não lembrar de cara se ouvir o nome de Noel Rosa (1910-1937), mas basta cantarolar umas de suas canções e qualquer um conhece. O carioca Noel, mesmo tendo morrido aos 26 anos, está eternizado na memória e no coração do Brasil. Nestes tempos de dinheiro na cueca de senadores governistas e total submissão aos Estados Unidos, a música selecionada “Onde Está a Honestidade?”, mostra-se inteiramente atual. Noel divide oficialmente a autoria com o cantor Francisco Alves (1898-1952), mas é conhecida a vaidade de Alves em querer dividir a autoria de canções das quais gostava muito para gravá-las.

“O seu dinheiro nasce de repente
E embora não se saiba se é verdade
Você acha nas ruas diariamente
Anéis, dinheiro e até felicidade
E o povo já pergunta com maldade
Onde está a honestidade?
Onde está a honestidade?”

 

Onde Está a Honestidade? (1933), de Noel Rosa e Francisco Alves; canta Beth Carvalho

 

 

Tulipa Ruiz

Outra gigante da MPB, a paulista Tulipa Ruiz esbanja talento tanto como cantora quanto como compositora. Indispensável conhecer suas obras.

“Pronto para despertar
Perto mesmo de explodir
Parto para não voltar
Pranto para estancar
Tanto para acordar
Tonto de tanto te ver
Perto mesmo de explodir
Prestes a saber por quê”

 

Dia a Dia, Lado a Lado (2015), de Gustavo Ruiz, Marcelo Jeneci e Tulipa Ruiz


Texto em português do Brasil


Receba a nossa newsletter

Contorne o cinzentismo dominante subscrevendo a Newsletter do Jornal Tornado. Oferecemos-lhe ângulos de visão e análise que não encontrará disponíveis na imprensa mainstream.

 

Receba a nossa newsletter

Contorne o cinzentismo dominante subscrevendo a nossa Newsletter. Oferecemos-lhe ângulos de visão e análise que não encontrará disponíveis na imprensa mainstream.

- Publicidade -

Outros artigos

- Publicidade -

Últimas notícias

Mais lidos

- Publicidade -