Diário
Director

Independente
João de Sousa

Terça-feira, Novembro 30, 2021

Para fortalecer a luta no campo, Contag inicia na segunda (19), a Semana da Agricultura Familiar

Marcos Aurélio Ruy, em São Paulo
Jornalista, assessor do Sindicato dos Professores do Ensino Oficial do Estado de São Paulo

Para refletir sobre a vida de 15 milhões de agricultoras e agricultores familiares existentes no país, a Confederação Nacional dos Trabalhadores Rurais Agricultores e Agricultoras Familiares (Contag) inicia na segunda-feira (19), a Semana da Agricultura Familiar, que vai até o sábado (24).

“A agricultura familiar é responsável por 70% da produção dos alimentos que chegam à mesa das brasileiras e dos brasileiros”, diz Thaisa Daiane Silva, secretária-geral da Contag e Secretária de Jovens e Políticas Sociais da Federação dos Trabalhadores Rurais Agricultores e Agricultoras  Familiares do Estado do Mato Grosso do Sul (Fetagri-MS). A Organização das Nações Unidas (ONU) estima que 80% dos alimentos produzidos no mundo proveem da agricultura familiar.

De acordo com Thaisa, “a agricultura familiar tem uma produção diversificada, com planejamento sustentável para não prejudicar o solo, para defender a preservação ambiental e proporcionar a soberania e segurança alimentar e nutricional, com alimentos saudáveis, portanto, sem agrotóxicos”.

Enquanto Vânia Marques Pinto, secretária de Políticas Agrícolas da Contag e de Políticas Sociais da Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB), ressalta a importância da semana para “um intenso debate acerca dos cortes promovidos nos investimentos na agricultura familiar pelo desgoverno Bolsonaro”, além de “debatermos o fomento às políticas necessárias para termos uma produção condizente com a necessidade do país e com a realidade de nossa possibilidade de produção”.

Ela se refere ao Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf), ao Programa de Garantia da Atividade Agropecuária (Proagro), ao Plano de Aquisição de Alimentos (PAA) e ao Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE), além de outras importantes políticas necessárias para a produção, o seu escoamento e a sua comercialização, como” a criação e feiras e a utilização dessas políticas para a melhoria da vida de quem produz”.

Thaisa e Vânia explicam que a Semana da Agricultura Familiar contará com diversas atividades, eventos regionais e nacional de maneira virtual, divulgação de materiais e lançamento do Comitê Nacional da Agricultura Familiar.

O Censo Agropecuário 2017 informa que a agricultura familiar ocupa 80,89 milhões de hectares, o equivalente a 23% da área agrícola total. Já as grandes propriedades concentram 1% do total de estabelecimentos do país e concentram 47,6% da área ocupada. Mais que o dobro da área ocupada pela agricultura familiar.

“Isso mostra crescimento do latifúndio, em detrimento das pequenas propriedades, que cada vez recebem menos incentivos”, afirma Thaisa. Por isso, “a luta pela reforma agrária deve nortear nossos trabalhos”, destaca Vânia.

Confira a agenda dos eventos regionais e do encontro nacional – realização pela plataforma Zoom com transmissão no Facebook e Portal da Contag:

  • Norte – 19/07, às 15 horas (horário de Brasília)
  • Sul – 20/07, às 10 horas (horário de Brasília)
  • Centro-Oeste – 20/07, às 15 horas (horário de Brasília)
  • Sudeste – 21/07, às 10 horas (horário de Brasília)
  • Nordeste – 21/07, às 14 horas (horário de Brasília)
  • Nacional – 22/07, às 14 horas (horário de Brasília)

Texto em português do Brasil

Receba a nossa newsletter

Contorne o cinzentismo dominante subscrevendo a nossa Newsletter. Oferecemos-lhe ângulos de visão e análise que não encontrará disponíveis na imprensa mainstream.

- Publicidade -

Outros artigos

- Publicidade -

Últimas notícias

Mais lidos

- Publicidade -