Diário
Director

Independente
João de Sousa

Terça-feira, Dezembro 6, 2022

Reino Unido: primeira-ministra não resiste à pressão e renuncia após breve mandato

Plano de Liz Truss para enfrentar a crise econômica foi contestado pelo mercado e sofreu rejeição até entre correligionários do Partido Conservador.

A primeira-ministra do Reino Unido, Liz Truss, renunciou ao cargo na manhã desta quinta-feira (20). Fazia apenas 45 dias que Truss, do Partido Conservador, estava no cargo, tempo suficiente para as pressões sobre seu breve mandato minarem a credibilidade da premiê.

Seu plano para enfrentar a crise econômica foi contestado pelo mercado e sofreu rejeição até entre correligionários do partido de Truss. À imprensa, ela admitiu que suas propostas se tornaram inviáveis para responder à grave “instabilidade econômica e internacional”.

Enquanto seu sucessor não for anunciado, Truss permanece no cargo ao qual foi nomeada no lugar do polêmico e desgastado Boris Johnson. Ao assumir o posto, ela foi comparada a ex-primeira-ministra Margaret Thatcher, a quem dizia ter como modelo.

O mandato de Truss como premiê foi o mais curto na história do Reino Unido. O próximo líder do Partido Conservador e primeiro-ministro será anunciado na próxima semana.


por André Cintra, Jornalista   |   Texto em português do Brasil

Exclusivo Editorial PV / Tornado

Receba a nossa newsletter

Contorne o cinzentismo dominante subscrevendo a nossa Newsletter. Oferecemos-lhe ângulos de visão e análise que não encontrará disponíveis na imprensa mainstream.

- Publicidade -

Outros artigos

- Publicidade -

Últimas notícias

Mais lidos

- Publicidade -