Diário
Director

Independente
João de Sousa

Sexta-feira, Outubro 22, 2021

Saramago, o Nobel há 18 anos

saramago

 

1998, Outubro, dia 8, a Academia Nobel anunciava o nome de José Saramago como vencedor do Prémio Nobel de Literatura desse ano. O primeiro atribuído a um escritor de língua portuguesa.

Dezoito anos depois, os seus livros continuam a ser publicados, permitindo aos seus leitores, os novos e os de sempre, encontrar-se com um homem “que nasceu para incomodar”.

Durante toda a vida, José Saramago acumulou 24 prémios literários (nacionais e internacionais), 38 doutoramentos Honoris Causa, além de 46 outras distinções, entre as quais o título de sócio correspondente da Academia Brasileira de Letras.

Hoje, recordamos a data com as suas palavras de agradecimento, proferidas em Dezembro do mesmo ano em Estocolmo, no Discurso do Nobel:

“Em Frankfurt, onde estava no dia 8 de Outubro, as primeiras palavras que disse foram para agradecer à Academia Sueca a atribuição do Prémio Nobel de Literatura. Agradeci igualmente aos meus editores, aos meus tradutores e aos meus leitores. A todos volto a agradecer. E agora quero também agradecer aos escritores portugueses e de língua portuguesa, aos do passado e aos de agora: é por eles que as nossas literaturas existem, eu sou apenas mais um que a eles se veio juntar. Disse naquele dia que não nasci para isto, mas isto foi-me dado. Bem hajam, portanto.”

Leia  Para sempre, Saramago

Receba a nossa newsletter

Contorne o cinzentismo dominante subscrevendo a nossa Newsletter. Oferecemos-lhe ângulos de visão e análise que não encontrará disponíveis na imprensa mainstream.

- Publicidade -

Outros artigos

- Publicidade -

Últimas notícias

Mais lidos

- Publicidade -