Diário
Director

Independente
João de Sousa

Domingo, Outubro 17, 2021

Sr. Dr. Rui Rio, CHEGA!

O Sr. Dr. Rui Rio presidente do PPD/PSD, aceitou negociar com a extrema direita fascista uma revisão da Constituição da República colocando em causa direitos inalienáveis.

Chega de hipocrisia politicamente correta a que nos tem habituado durante o tempo de antena que lhe proporcionam os meios de comunicação audiovisual em que passa uma mensagem de democrata e de defensor da causa pública com predominância para a defesa das causas sociais da atualidade onde a social democracia tem um espaço político relevante para o desempenho político com que tenta enganar os eleitores como se o desaparecimento de cena político partidária do seu antecessor Pedro Passos Coelho que entregou a nação aos interesses financeiros internacionais para lhe sugar direitos e regalias conquistadas a que o eleitorado colocou termo face ao avolumar das assimetrias a que as políticas de austeridade conduziram com a perda de poder de compra generalizado; o aumento do desemprego; a emigração para sobreviver; a redução dos salários, pensões e reformas; a agonia das infraestruturas nacionais; o definhar do sistema educativo e do Serviço Nacional de Saúde; num mar de atropelos ao bom senso mas, e sobre tudo o caos económico e social para que estava a conduzir o País, não tivessem nada a ver com quem lhe sucedeu no cargo de presidente do partido fundado por Sá Carneiro e seus pares. O Dr. Rui Rio. E que por tudo isso perdeu a maioria parlamentar de que necessitava para formar Governo.

Os partidos políticos tem história distinta de que nenhum dos seus dirigentes ou militantes se pode distanciar sem que para isso abandonem a estrutura partidária por não se identificarem com essa história.

O Sr. Dr. Rui Rio presidente do PPD/PSD, aceitou negociar com a extrema direita fascista uma revisão da Constituição da República colocando em causa direitos inalienáveis.

Uma revisão improvável porque toda a direita, agora com o PPD/PSD incluído, não dispõe  dos 2/3 necessários para a sua concretização nem sequer esse vislumbre face ao extremar de posições em que toda a esquerda se demarcou.

Farão governo nos Açores mas no Continente o PSD cometeu um erro de palmatória. Traiu o seu eleitorado. Indício de que em próxima eleição terá de lhe explicar o ato de enterrar a social democracia em favor de uma conveniência local onde valeu tudo só para ser poder inclusive trair o eleitorado a quem fizeram promessas que não vão cumprir por imposição de um parceiro neofascista de coligação nomeadamente na componente da redução dos apoios sociais sabido que é não serem os Açores um arquipélago de pessoas abastadas.

Poderá o PPD/PSD formar Governo nos Açores mas, no Continente, cometeu um erro de palmatória. Traiu o seu eleitorado. Indício de que em próxima eleição terá de lhe explicar porque enterrou a social democracia em favor de uma conveniência onde valeu tudo só para ser poder convergindo politicamente com a extrema direita neofascista.

O Sr. Dr. Rui Rio andou todo este tempo disfarçado de cordeiro escondendo as suas entranhas de lobo em espera de momento oportuno.


Por opção do autor, este artigo respeita o AO90


Receba a nossa newsletter

Contorne o cinzentismo dominante subscrevendo a Newsletter do Jornal Tornado. Oferecemos-lhe ângulos de visão e análise que não encontrará disponíveis na imprensa mainstream.

 

Receba a nossa newsletter

Contorne o cinzentismo dominante subscrevendo a nossa Newsletter. Oferecemos-lhe ângulos de visão e análise que não encontrará disponíveis na imprensa mainstream.

- Publicidade -

Outros artigos

- Publicidade -

Últimas notícias

Mais lidos

- Publicidade -