Diário
Director

Independente
João de Sousa

Domingo, Julho 3, 2022

Torres Vedras recebe sete milhões para construir nova estrada

Joaquim Ribeiro
Joaquim Ribeiro
Jornalista

Uma via rápida até ao litoral do concelho de Torres Vedras, ou pelo menos até à zona empresarial das Palhagueiras, é um desejo de várias forças políticas e constante promessa eleitoral autárquica.

No dia 14 foi finalmente assinado o contrato de financiamento dessa via, pela presidente da Câmara Municipal, Laura Rodrigues, e pela presidente da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional de Lisboa e Vale do Tejo (CCDR-LVT), Teresa Almeida, nas instalações do Grupo Desportivo Palhagueirense.

“O objectivo passa por reforçar a competitividade territorial, assim como promover a atracção e fixação de empresas. Esta ligação rodoviária irá contribuir para um desenvolvimento económico sustentável local e potenciar, especialmente, a actividade agro-industrial existente”, refere a autarquia.

Laura Rodrigues destacou que o momento “é muito importante para a região” e que a escolha da aldeia de Palhagueiras para assinatura do contrato justifica-se por se tratar do “epicentro de dezenas de empresas ligadas à produção e comercialização de hortícolas”. Por isso, acrescentou, a nova infra-estrutura “permite que os produtos saiam daqui em melhores condições e contribui para a descarbonização do ambiente uma vez que 300 camiões deixam de passar diariamente pelo interior de várias localidades”. A presidente da Câmara sublinhou ainda que a nova via irá posteriormente, numa segunda fase, prosseguir até Santa Cruz, o que tem igualmente uma “grande importância turística”.

Para Teresa Almeida, “vivemos uma década de desafios e de oportunidades, com vários problemas em toda a Europa devido às alterações climáticas, mas temos financiamento para reduzir as emissões de carbono e melhorar as acessibilidades das empresas, o que constitui uma oportunidade e traz ao mesmo tempo uma responsabilidade”.

Este é um dos primeiros projetos a ser contratualizado no âmbito do PRR (Plano de Recuperação e Resiliência). A ligação da A8 àquela área empresarial deverá estar concluída até 31 de Dezembro de 2025. Ao todo, o Município de Torres Vedras irá receber sete milhões de euros para construir os seis quilómetros de via previstos, o que corresponde a parte do custo do subinvestimento “Áreas de Acolhimento Empresarial (AAE) – Acessibilidades Rodoviárias: Ligação da A8 à Área Empresarial das Palhagueiras em Torres Vedras”. O investimento, que integra o Programa Nacional de Investimentos 2030, é financiado pelo PRR, sendo a Câmara a entidade responsável pela concretização e operacionalização do projecto.

Ainda segundo Teresa Almeida, o projecto desta variante já estava previsto e foi mais fácil garantir o financiamento de sete milhões de euros, dado que é uma contratação directa. Mas entretanto há avisos a ser lançados, no âmbito de várias áreas, para candidaturas das diferentes entidades abrangidas. Na área de Lisboa e Vale do Tejo este é o segundo a ser contratualizado.

Receba a nossa newsletter

Contorne o cinzentismo dominante subscrevendo a nossa Newsletter. Oferecemos-lhe ângulos de visão e análise que não encontrará disponíveis na imprensa mainstream.

- Publicidade -

Outros artigos

- Publicidade -

Últimas notícias

Mais lidos

Titãs cantam: “Comida”

A impostora

UNITA desmente MPLA

- Publicidade -