Diário
Director

Independente
João de Sousa

Domingo, Julho 21, 2024

Vem aí uma nova nota de 20 euros

NOVA-NOVČANICA-OD-20-€_discover_banknotes_smallO Banco Central Europeu (BCE) começou hoje a divulgar junto de 2.8 milhões de empresas as características da nova nota de 20 euros, que entrará em circulação a 25 de Novembro deste ano.

O anúncio foi feito pelo presidente desta instituição bancária, Mario Draghi, que explicou também que todos os estabelecimentos comerciais e pequenas empresas de todos os países da área do euro, estão, desde hoje, a receber folhetos informativos e cartões de efeito holográfico.

Através destes folhetos, o BCE alerta também os empresários para que se assegurem de que o equipamento que utilizam para o processamento e autenticação de notas esteja preparado para aceitar estas novas notas e explicam quais os procedimentos necessários para o efeito.

As principais diferenças entre a antiga nota de 20 euros e a nova, prendem-se com medidas de segurança facilmente visíveis a olho nu. Desde logo, as novas notas serão impressas em papel firme e ligeiramente sonoro ao toque, contendo também pequenas linhas impressas em relevo para facilitar a identificação da nota por cegos e amblíopes. A tinta é também mais espessa no motivo principal, nas inscrições e nos algarismos de grande dimensão representativos do valor da nota.

As novas notas terão, também, um filete de segurança, uma marca de água com retracto e uma janela com retracto, todos visíveis a contra luz. Inclinando a nota, a banda prateada presente do lado direito revela também vários símbolos, imagens e algarismos com efeitos luminosos.

Esta é a terceira nota da série “Europa” a ser introduzida, depois das notas de 5 e de 10 euros, que entraram em circulação a 1 de Janeiro de 2013, e a 12 de Janeiro de 2014, respectivamente. Os motivos para a criação desta nova série de notas estão relacionados com procedimentos de segurança, permitindo ao BCE “estar um passo à frente dos falsificadores”.

“Os novos elementos de segurança oferecem maior protecção face à contrafacção, tornando as notas de euro ainda mais seguras”, refere o BCE em comunicado.

De facto, desde a entrada do euro, a 1 de Janeiro de 2002, as notas de 20 euros, assim como as de 50 euros, são as mais falsificadas. Após a entrada em circulação das novas notas de 20 euros, seguem-se as de 50, 100, 200 e 500 euros.

Receba a nossa newsletter

Contorne o cinzentismo dominante subscrevendo a nossa Newsletter. Oferecemos-lhe ângulos de visão e análise que não encontrará disponíveis na imprensa mainstream.

- Publicidade -

Outros artigos

- Publicidade -

Últimas notícias

Mais lidos

- Publicidade -