Diário
Director

Independente
João de Sousa

Terça-feira, Dezembro 6, 2022

As músicas de John Lennon mostram que o sonho nunca acaba

Marcos Aurélio Ruy, em São Paulo
Marcos Aurélio Ruy, em São Paulo
Jornalista, assessor do Sindicato dos Professores do Ensino Oficial do Estado de São Paulo

As canções de Lennon falam sobre a vida, a paz, o amor e sobre a vontade de construir um mundo com menos indiferença e com mais generosidade. Por isso, incomodou os donos do poder e as mentes retrógradas. Foi morto, mas sua arte nunca morrerá ao contrário de seus algozes. Foi a voz de uma juventude ávida de liberdade.

Pela terceira vez a seleção de músicas é de um único artista. Na primeira, foi Chico Buarque com canções sobre a vida da classe trabalhadora para celebrar o 1º de maio. Em seguida veio Caetano Veloso em homenagem ao seu aniversário de 78 anos. Agora é a vez de John Lennon porque nesta sexta-feira (9) completaria 80 anos. Completaria porque teve a vida interrompida em 8 de dezembro de 1980 pelo aperto de um gatilho de um revólver de um indivíduo de uma sociedade doente.

As canções de Lennon falam sobre a vida, a paz, o amor e sobre a vontade de construir um mundo com menos indiferença e com mais generosidade. Por isso, incomodou os donos do poder e as mentes retrógradas. Foi morto, mas sua arte nunca morrerá ao contrário de seus algozes. Foi a voz de uma juventude ávida de liberdade.

 

Let It Be (Deixe Estar, 1968)

de John Lennon e Paul McCartney

“E quando a noite
Está nublada
Há ainda uma luz
Que brilha em mim
Brilha até amanhã
Deixe estar”

 

 

Woman Is the Nigger of the World (1972)

de John Lennon e Yoko Ono

“A mulher é o negro do mundo,
Sim ela é
Se não acredita em mim,
Olhe para a que está com você
A mulher é escrava dos escravos
Ah, melhor gritar a respeito disto”

 

 

Watching the Wheels (1972)

(Olhando o Movimento, 1972)

de John Lennon

“As pessoas dizem que eu sou louco por fazer o que faço
Bem, eles me dão todos os tipos de conselhos para me salvar do fracasso
Quando eu digo que eu estou bem eles olham para mim de um jeito estranho
Com certeza você não está feliz agora que você já não joga mais o jogo
As pessoas dizem que eu sou preguiçoso sonhando a vida inteira”

 

 

Working Class Hero (1970)

de John Lennon

“Te machucam em casa e te batem na escola
Te odeiam se você é esperto, desprezam se é um idiota
Até que você esteja tão louco que não consiga seguir as regras deles
Um herói da classe trabalhadora é algo para ser”

 

 

All You Need Is Love (1967)

(Tudo o Que Você Precisa É de Amor, 1967)

de John Lennon e Paul McCartney

“Não há nada que você possa aprender
Que já não seja conhecido
Nada que você possa ver que já não foi mostrado
Nenhum lugar que você possa estar
Que não é onde você estava destinado a estar
É fácil”

 

 

And Your Bird Can Sing (1966 )

de John Lennon e Paul McCartney

“Quando os seus valiosos bens
Começarem a te consumir
Olhe em minha direção
Eu estarei por perto
Estarei por perto”

 

 

Give Peace a Chance (1969)

de John Lennon e Yoko Ono

“Dois, um, dois, três, quatro
Todos estão falando sobre
Bagismo, Shaguismo, Draguismo, Madismo, Ragismo, Tagismo
Esse ismo, Aquele ismo, ismo, ismo
Tudo o que estamos dizendo é dê uma chance a paz
Tudo o que estamos dizendo é dê uma chance a paz

Vamos lá
Todos estão falando sobre Ministro
Sinistros, Corrimãos e Recipientes
Bispos, Peixes bispos, Coelhos, Olhos Abertos
E Bye bye, bye byes

Tudo o que estamos dizendo é dê uma chance a paz
Tudo o que estamos dizendo é dê uma chance a paz

Deixe eu te dizer agora
Todos estão falando sobre
Revolução, Evolução, Masturbação
Flagelação, Regulação, Integrações
Mediações, Nações Unidas
Parabéns

Tudo o que estamos dizendo é dê uma chance a paz
Tudo o que estamos dizendo é dê uma chance a paz

Todos estão falando sobre
John e Yoko, Timmy Leary, Rosemary
Tommy Smothers, Bob Dylan, Tommy Cooper
Derek Taylor, Norman Mailer
Alan Ginsberg, Hare Krishna
Hare Hare Krishna
Tudo o que estamos dizendo é dê uma chance a paz
Tudo o que estamos dizendo é dê uma chance a paz”

 

 


Texto em português do Brasil


Receba a nossa newsletter

Contorne o cinzentismo dominante subscrevendo a Newsletter do Jornal Tornado. Oferecemos-lhe ângulos de visão e análise que não encontrará disponíveis na imprensa mainstream.

 

Receba a nossa newsletter

Contorne o cinzentismo dominante subscrevendo a nossa Newsletter. Oferecemos-lhe ângulos de visão e análise que não encontrará disponíveis na imprensa mainstream.

- Publicidade -

Outros artigos

- Publicidade -

Últimas notícias

Mais lidos

- Publicidade -