Diário
Director

Independente
João de Sousa

Sábado, Dezembro 3, 2022

Brasil se une para defender a democracia com acesso ao necessário para uma vida digna

Marcos Aurélio Ruy, em São Paulo
Marcos Aurélio Ruy, em São Paulo
Jornalista, assessor do Sindicato dos Professores do Ensino Oficial do Estado de São Paulo

A agenda do domingo (13) já está tomada. A campanha Brasil pela Democracia promove a live “Democracia Vive”, a partir das 15h, com a participação de inúmeros artistas e ativistas de diversos pensamentos.

Veja como será:

Campanha Brasil pela Democracia promove a live “Democracia Vive”

“Essa campanha une importantes entidades da luta pela democracia e por um Brasil soberano, constituindo uma verdadeira frente ampla contra o obscurantismo bolsonaristas e todos os retrocessos que isso acarreta para o país e para a classe trabalhadora”, explica Ronaldo Leite, secretário de Formação e Cultura da Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB), que participa da campanha com outras sete centrais sindicais, a Organização dos Advogados do Brasil, a Associação Brasileira de Imprensa, Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência, União Nacional dos Estudantes, União Brasileira dos Estudantes Secundaristas, Comissão Arns, Pacto pela Democracia e dezenas de entidades “para reforçar a mobilização em defesa da democracia, do primado da vida e da universalidade de direitos, liberdades e oportunidades no país”, afirmam os organizadores.

O evento conta com a participação de Elza Soares, Flávio Renegado, Marcelo D2, Alcione, Samuel Rosa, Lulu Santos, B Negão, Odair José, Aíla, Francisco El Hombre, entre outros artistas. Também participam os presidentes das centrais sindicais, o youtuber Felipe Neto, a filósofa e ativista Djamila Ribeiro, a nadadora Joana Maranhão, o empresário e dramaturgo Eduardo Moreira, a jornalista Patrícia Campos Mello, os ativistas Célia Xakriabá, Ailton Krenak, além de Lilia Schwarcz, Leonardo Sakamoto e diversas outras personalidades do mundo político e movimentos que defendem a a vida, o trabalho e a democracia.

Estas entidades e organizações estão trabalhando de forma cooperada e articulada visando resistir aos ataques à vida e a democracia e lutar em defesa de direitos e proteção da população. Com esta unidade, neste momento, estas organizações defendem o auxílio emergencial de R$ 600 até dezembro e protocolos de saúde aos trabalhadores e trabalhadoras que estão sem proteção. A ideia é criar alternativas para atuação conjunta em defesa das vidas e da democracia”.

Para a juíza do Trabalho Valdete Souto Severo, presidenta da Associação Juízes para a Democracia (AJD), “a AJD integra o movimento por entender a importância de colocar em pauta a discussão sobre qual é a democracia que queremos. Qual a democracia que temos e qual é a democracia que nunca tivemos e queremos ter?”. Porque “é necessário mostrar a toda a sociedade o que está acontecendo no país e como mudar o déficit democrático que no caso do Brasil é histórico”.

Conheça a campanha Brasil pela Democracia.

De acordo com Valdete, “talvez o Brasil nunca tenha sido no sentido pleno uma democracia e essa campanha é o primeiro passo para a união de forças tão díspares para começarmos a construir um projeto de enfrentamento a tudo o que o presidente Jair Bolsonaro representa de atraso e autoritarismo”.

O sindicalista carioca Leite destaca a presença “mais uma vez da cultura em defesa da liberdade e dos direitos sociais e humanos”. Não é à toa que “o desgoverno de plantão em Brasília não suporta a cultura, as artes” porque “ele não suporta nada que incentiva a criatividade, o pensamento e a liberdade”.

A live “Democracia Vive” começa às 15h neste domingo (13) com “o desejo de mostrar para todo mundo a necessidade de colocar novamente o Brasil nos trilhos do desenvolvimento econômico, com valorização do trabalho e menos concentração de riqueza”. Acentua Leite.

Porque “não dá para defender vida sem democracia, não dá para defender democracia sem direitos socais, não dá para defender democracia sem acesso aos bens indispensáveis para as pessoas viverem com o mínimo de dignidade, não dá para defender democracia quando o discurso oficial é de eliminação do outro, pelo menos de descuido com a vida dos outros”, conclui Valdete.

Acompanhe a live “Democracia Vive”, às 15h no domingo (13) pelos canais:


Texto em português do Brasil


Receba a nossa newsletter

Contorne o cinzentismo dominante subscrevendo a Newsletter do Jornal Tornado. Oferecemos-lhe ângulos de visão e análise que não encontrará disponíveis na imprensa mainstream.

 

Receba a nossa newsletter

Contorne o cinzentismo dominante subscrevendo a nossa Newsletter. Oferecemos-lhe ângulos de visão e análise que não encontrará disponíveis na imprensa mainstream.

- Publicidade -

Outros artigos

- Publicidade -

Últimas notícias

Mais lidos

- Publicidade -