Diário
Director

Independente
João de Sousa

Terça-feira, Outubro 4, 2022

Cerimónia de investidura do Presidente de Angola

A cerimónia de investidura do Presidente e da Vice-Presidente da República de Angola aconteceu ontem de manhã, em Luanda, com o testemunho de Altas Entidades da CPLP, ONU, CEEAC, OEACP, SADC, União Africana e de representantes de mais de 20 países.

Marcelo Rebelo de Sousa (Luanda, 14 /09/22)

Os Chefes de Estado e Representantes de Organizações Internacionais começaram a chegar a Luanda nos dias 13 e 14 de Setembro, nomeadamente os Presidentes da Guiné Bissau (Umaro Embalo), Presidente da União Africana (Moussa Faki Mahmat), Congo (Denis N´Guesso), Zimbabwe (Emmerson Mnangagwa), Portugal (Marcelo Rebelo de Sousa) e Namíbia (Hage Geingob).

No dia 15 chegaram os Presidentes da República da Guiné-Equatorial (Obiang Mbasogo), da Zâmbia (Harainde Hichilema), da RDC (Faustin Tshisekedi), de São Tomé e Príncipe (Carlos Vila Nova) e de Cabo Verde (José Neves), bem como, o Primeiro Ministro do Rwanda (Édouard Ngirente), o Ministro de Estado e Enviado Especial do Qatar (Sheikh Al Thani), o Ministro da Defesa de Moçambique (Cristóvão Chume), a Secretária de Estado de França (Chysoula Zacharopoulou), entre outros.

 

Da cerimónia de tomada de posse ao Palácio Presidencial

A cerimónia de investidura do Presidente da República de Angola, João Manuel Gonçalves Lourenço, e da Vice-Presidente, Esperança Maria da Costa, ocorreu na Praça da República, contígua ao Memorial Dr. António Agostinho Neto, em Luanda, por volta das 10:30 horas.

Após a chegada do Presidente da República ao local e depois da passagem em revista às tropas em parada, e da saudação dos juízes conselheiros do Tribunal Constitucional na Tribuna, o mestre de cerimónias convidou os presentes a levantarem-se e a escutarem o hino nacional executado pela banda de música da guarda de honra presidencial.

De seguida procedeu à leitura da transcrição da Comissão Nacional Eleitoral de Angola que proclamou João Lourenço como Presidente da República eleito. A Juíza Conselheira, Presidente do Tribunal Constitucional, conforme é da praxe, convidou o Presidente da República eleito a fazer o juramento institucional com a mão direita levantada.

O Presidente da República assinou o termo de posse e os respectivos termos individuais. Logo de seguida, a Presidente do Tribunal, saudou o novo Chefe de Estado e procedeu à imposição do colar e da medalha presidencial.

A Vice-Presidente eleita também foi convidada a repetir os mesmos procedimentos e no final de tudo a Juíza convidou o Presidente da República a proferir um discurso. A cerimónia pública terminou com o desfile dos três ramos das Forças Armadas, a execução do hino nacional e os disparos de 21 salvas de canhão.

À hora do almoço o Presidente da República seguiu para o Palácio Presidencial, foi recebido com honras militares, tendo havido uma cerimónia restrita de apresentação de cumprimentos aos dois empossados. Por fim, pelas 14:30 horas, realizou-se um banquete oficial no Jardim do Palácio Presidencial.


por Luís dos Santos, Angola

Receba a nossa newsletter

Contorne o cinzentismo dominante subscrevendo a nossa Newsletter. Oferecemos-lhe ângulos de visão e análise que não encontrará disponíveis na imprensa mainstream.

- Publicidade -

Outros artigos

- Publicidade -

Últimas notícias

Mais lidos

- Publicidade -