Diário
Director

Independente
João de Sousa

Quarta-feira, Junho 19, 2024

Clube Mini 2560 festejou primeiro aniversário

Joaquim Ribeiro
Joaquim Ribeiro
Jornalista

O Clube Mini 2560 – Torres Vedras assinalou o seu primeiro ano de existência com uma concentração e passeio. Registaram-se 106 participantes e 40 carros Mini clássicos, o que foi considerado um sucesso pela organização.

Durante a manhã houve uma concentração na praça do Mercado Municipal, em Torres Vedras, onde as viaturas estiveram e exposição e disputou-se o campeonato nacional “Rocker Cover Race” (uma corrida com carros miniatura sem motor que fazem um percurso numa rampa, dois a dois). Destaque para a presença de um camião clássico, um reboque Leyland.

A seguir os participantes efectuaram um passeio até Santa Cruz, visitaram uma garagem de carros particular e almoçaram, tendo decorrido a cerimónia de aniversário do clube depois do almoço e ao longo da tarde.

Estas viaturas pequenas mas muito versáteis e económicas tornaram-se um ícone das décadas de 1960 e 1970 em todo o mundo. Foi idealizado por Leonard Lord, concebido em 1957 pelo engenheiro Alec Issigonis e começou a ser comercializado em 1959 pela British Motors Corporation, construtora da marca britânica Morris. De início teve duas designações, Austin Seven e Morris Mini Mirror.

Através do empresário John Cooper chegou a participar em ralis, cujas alterações no modelo viriam a dar lugar ao Mini Cooper, um sucesso de vendas. Ainda nos anos 1960 surge o modelo Mini Clubman. Em 1970 perde os emblemas Austin e Morris e no início dos anos 1980 é adquirido pela BMW. A produção dos pequenos Mini termina no ano 2000, mas viria a ser retomada até aos nossos dias embora com modelos substancialmente diferentes, maiores e mais modernos.

No primeiro aniversário do Clube Mini de Torres Vedras esteve presente Américo Silva, presidente do clube pioneiro no nosso país, o Clube Mini de Portugal, que está a completar 22 anos e organiza a 10ª Rampa da Minhoteira, conhecido troço do antigo Rali de Portugal. Para Américo Silva o clube torriense está de parabéns, porque “juntar 40 carros e à volta de 100 pessoas numa primeiro evento é sinal que estão a fazer um bom trabalho”.


Receba a nossa newsletter

Contorne o cinzentismo dominante  subscrevendo a Newsletter do Jornal Tornado. Oferecemos-lhe ângulos de visão e análise que não encontrará disponíveis na imprensa mainstream.

Receba a nossa newsletter

Contorne o cinzentismo dominante subscrevendo a nossa Newsletter. Oferecemos-lhe ângulos de visão e análise que não encontrará disponíveis na imprensa mainstream.

- Publicidade -

Outros artigos

- Publicidade -

Últimas notícias

Mais lidos

- Publicidade -