Diário
Director

Independente
João de Sousa

Terça-feira, Setembro 28, 2021

Com violentíssima ternura

Eduardo Águaboa
Escritor, Ensaísta, Comentador político especializado em ideias gerais

“Graças à Depuralina, vou descobrir a Dânia magra que há em mim”

Uma tal Dânia Neto, estão a ver quem é?, magra de tudo, até de cabeça, faz este anúncio que passa nas tvs.

Reparei, face à curiosidade que o disparate sempre desperta, que tem um par de mamas talvez, elas sim, merecedoras de algum encolhimento.

Mas para isso, precisa de tomar aquela porra que sem pudor pelo rigor anuncia? Minha cara, eu dou-lhe um jeito.
E conheço milhares de homens capazes de a fazer feliz sem necessitar de recorrer a pílulas.

É, pois é… a Dânia Neto, conhecem?, quer descobrir a Dânia magra que há dentro dela. Para o efeito diz que vai tomar aquele «xarope» ou aquelas «pastilhas» que anuncia nas Tvs.

As tvs servem, hoje em dia, para isso também. Para enganar os trouxas. Nada as regula nessa matéria.
Certamente devido a um eventual emagrecimento financeiro.

Mas são as mesmas tvs que nos enchem as cabeça com comentadores, políticos, economistas e sabe-se lá mais o quê, para nos dizerem que anda por aí meio mundo a enganar-nos, sobre os políticos … que são desonestos.

As Tvs, não.

Aceitam que uma quase «cadavérica» mas que é gira e tem um par de mamas que enche os écrans, a vender a banha da cobra, passando a ideia que a rapariga já anda «naquela vida» a dos comprimidos e «vejam bem como ela já está… emagrece o corpo, mas faz crescer as mamas».

Coisas de que os homens gostam.

E as tvs passam o anúncio a horas que qualquer pessoa, nomeadamente as crianças, os jovens, possam ver e pasmarem-se.

Imagino quantos já não andam por aí a «exigir» às namoradas que tomem aquela porcaria.
Muitos vão aproveitar o Dia dos Namorados para oferecer às mais abonadas uma ou duas caixinhas de «Dânias».
Com muitos beijinhos e violentíssima ternura:
– Ou tomas essa merda e me apareces como a Dânia ou vais c’os porcos!!!

As opiniões expressas nos artigos de Opinião apenas vinculam os respectivos autores.

Receba a nossa newsletter

Contorne o cinzentismo dominante subscrevendo a nossa Newsletter. Oferecemos-lhe ângulos de visão e análise que não encontrará disponíveis na imprensa mainstream.

- Publicidade -

Outros artigos

- Publicidade -

Últimas notícias

Mais lidos

- Publicidade -