Diário
Director

Independente
João de Sousa

Sexta-feira, Julho 19, 2024

Cuba faz duro ataque a Obama

bruno_rodriguez
“Foi uma visita onde houve um ataque a fundo à nossa concepção, à nossa história, à nossa cultura e aos nossos símbolos”, disse Bruno Rodríguez, Ministro das Relações Exteriores de Cuba, no congresso do PC Cubano.

Barack Obama durante a sua visita a Cuba, de 20 a 22 de Março, reuniu-se com um pequeno grupo de cubanos que trabalham de forma privada e por conta própria, a quem ofereceu o apoio americano para levar adiante negócios dentro da nova era de relações entre os outrora inimigos, durante o período da Guerra Fria.

Bruno Rodríguez sublinhou ainda que a revolução cubana serviu justamente para garantir que o “sector não estatal da economia” de Cuba não seja tomado pelas “grandes corporações norte-americanas”.

Na abertura do Congresso, do PCC, no sábado, o presidente Raul Castro atacou de novo o embargo americano ainda vigente e advertiu que Washington não renunciou aos seus planos para destruir a revolução cubana, apenas mudou seus “métodos”.

“Não somos ingénuos nem ignoramos as aspirações de poderosas forças externas que apostam no que chamam de empoderamento das formas não estatais de gestão, com o objectivo de gerar agentes de mudança na esperança de acabar com a revolução e com o socialismo em Cuba por outras vias”, concluiu o presidente cubano, Raul Castro.

congresso_pcc_-foto_Juvenal-Balán
Foto: Juvenal Balán

O terceiro e último dia de trabalhos do congresso do PCC, ficou marcado pela presença de Fidel Castro, na sessão de encerramento, duas semanas depois de ter efectuado a sua primeira aparição pública dos últimos nove meses.

Raul Castro foi reeleito esta terça-feira primeiro secretário do partido.

O VII Congresso do partido encerrou ontem, dia em que foi revelada a nova composição dos órgãos directivos do partido, onde se incluem o comité central, o bureau político e o secretariado.

O bureau político, composto por 17 dirigentes, conta com 5 novos membros, como o secretário-geral da Central de Trabalhadores de Cuba (CTC), Ulisses Guilarte, o ministro da Saúde, Roberto Morales, e a secretária-geral da Federação das Mulheres Cubanas (FMC), Teresa Amarelle.

O novo Comité central, órgão máximo do partido entre congressos, passa a incluir 142 membros, como uma média de idades de 54 anos (44% deles mulheres e 36% negros e mestiços), abaixo da média do anterior organismo eleito em 2011 e que incluía 116 militantes.

Receba a nossa newsletter

Contorne o cinzentismo dominante subscrevendo a nossa Newsletter. Oferecemos-lhe ângulos de visão e análise que não encontrará disponíveis na imprensa mainstream.

- Publicidade -

Outros artigos

1 COMENTÁRIO

Comentários estão fechados.

- Publicidade -

Últimas notícias

Mais lidos

- Publicidade -