Diário
Director

Independente
João de Sousa

Sábado, Outubro 23, 2021

Encontro imaginário com Bakunin, John Wayne e Víctor Jara

Novo Encontro Imaginário, amanhã, 22 de Junho no Teatro A Barraca. As personagens são com Bakunin, por António da Costa, John Wayne, por António Dores e Víctor Jara, por Vitor Sarmento.

Em novo Encontro Imaginário, no Teatro A Barraca, em Lisboa, estarão em debate novas personagens marcantes da História Universal.

Com participação da sociedade civil

Fique a conhecer melhor as personagens: Bakunin interpretado pelo cientista António da Costa, John Wayne interpretada pelo sociólogo António Dores  e Víctor Jara, interpretado pelo cantor Vitor Sarmento.

Saiba quem são:

 

Bakunin

Premukhimo, 30 de Maio de 1814 — Berna, 1 de Julho de 1876

Foi um teórico político, sociólogo, filósofo e revolucionário anarquista.

O enorme prestígio de Bakunin como activista tornou-o num dos ideólogos mais famosos da Europa, e da Rússia. Teve uma vida de aventureiro, de prisões na Alemanha, Rússia, Sibéria, Polónia…

Em 1868, Bakunin esteve na Associação Socialista Internacional dos Trabalhadores, envolveu-se então numa contenda com Karl Marx, que era uma figura-chave no Conselho Geral da Associação. Durante esses debates, Bakunin articulou e combinou as ideias básicas do sindicalismo e do anarquismo, e desenvolveu uma análise estratégica do anarquismo.

Mesmo exercendo intensa actividade intelectual, Bakunin sempre lutou como militante.

Interpretação do cientista António da Costa.

John Wayne

Winterset, 26 de Maio de 1907 — Los Angeles, 11 de Junho de 1979

Foi um premiado actor dos Estados Unidos. Tinha 1,92 metros de altura e era campeão de futebol, pela University of Southern California.

Surgiu com destaque no papel de Ringo Kid em Stagecoach, clássico de 1939 de John Ford, parceria que continuou com grandes sucessos e filmes inesquecíveis. Foi acusado de ter evitado o serviço militar durante a guerra, ficando em casa com os filhos enquanto outras estrelas como Henry Fonda e Ronald Reagan se alistaram.

Já teria convicções reaccionárias e fascistas porque pertenceu à John Birch Society (JBS), um grupo conservador que apoia o anticomunismo e o governo limitado. A sociedade foi criada em 1958, por Robert W. Welch, Jr. que lhe deu esse nome porque John Birch, um missionário baptista americano e oficial de inteligência militar tinha sido morto pelas forças comunistas na China em Agosto de 1945 e por isso, era considerado a primeira vítima americana da Guerra Fria.

Como realizador, dirigiu The Green Berets (1968), a favor guerra do Vietname, que motivou inúmeros protestos. Fumador inveterado, morreu de cancro em 1976.

Interpretação do sociólogo António Dores.

Víctor Jara

San Ignacio, 28 de Setembro de 1932 — Santiago, 16 de Setembro de 1973

Foi um professor, director de teatro, poeta, cantor, compositor, músico e activista político chileno.

Aos 21 anos, entra no coro da Universidade do Chile, participando na montagem de Carmina Burana. Três anos mais tarde, faz parte da companhia de teatro “Compañía de Mimos de Noisvander”, e começa a estudar actuação e direcção na Escola Teatro da Universidade do Chile.

Simultaneamente, desenvolveu uma carreira no campo da música, desempenhando um papel central entre os artistas neo-folclóricos que estabeleceram o movimento da Nueva Canción Chilena, que gerou uma revolução na música popular de seu país durante o governo de Salvador Allende.

Também era professor, tendo leccionado Jornalismo na Universidade do Chile. Logo após o golpe militar de 11 de Setembro de 1973, Jara foi preso, torturado e fuzilado. Seu corpo foi abandonado na rua de uma favela de Santiago.

Interpretação do cantor Vítor Sarmento.

Encontros imaginários 2019

22 de Junho

21h30

[email protected][email protected]

213 965 360 | 913 341 683

 

Largo de Santos, 2
1200 – 808 Lisboa

Website do Teatro A Barraca


Os assinantes solidários do Jornal TORNADO têm Desconto de 20%, em dois bilhetes para o espectáculo.


Receba a nossa newsletter

Contorne o cinzentismo dominante subscrevendo a Newsletter do Jornal Tornado. Oferecemos-lhe ângulos de visão e análise que não encontrará disponíveis na imprensa mainstream.

 

Receba a nossa newsletter

Contorne o cinzentismo dominante subscrevendo a nossa Newsletter. Oferecemos-lhe ângulos de visão e análise que não encontrará disponíveis na imprensa mainstream.

- Publicidade -

Outros artigos

- Publicidade -

Últimas notícias

Mais lidos

- Publicidade -