Diário
Director

Independente
João de Sousa

Terça-feira, Outubro 26, 2021

Encontro imaginário com Sebastião de Magalhães Lima, Lou Andreas-Salomé e Luchino Visconti di Modrone

Novo Encontro Imaginário na Barraca a céu aberto, Jardim de Santos. As personagens são Sebastião de Magalhães Lima, Lou Andreas-Salomé e Luchino Visconti di Modrone, interpretadas por Eduardo Paz Ferreira, Cristina Azevedo e Carlos Magno.

Em novo Encontro Imaginário, amanhã, 21 de Setembro, no jardim de Santos (se houver chuva realiza-se dentro do Teatro), onde estarão em debate novas personagens da História Universal.

Com participação da sociedade civil

Fique a conhecer melhor as personagens: Sebastião de Magalhães Lima interpretado pelo professor Universitário Eduardo Paz Ferreira, Lou Andreas-Salomé pela consultora Cristina Azevedo e Luchino Visconti di Modrone pelo jornalista Carlos Magno.

Saiba quem são:

 

Sebastião de Magalhães Lima

Rio de Janeiro, 30 de Maio de 1850 — Lisboa, 7 de Dezembro de 1928

Foi um advogado, jornalista, político e escritor português, fundador do jornal O Século.

Defensor de republicanismo com pendor a um socialismo utópico, fez parte da chamada Geração de 70 e foi durante largos anos grão-mestre da Maçonaria portuguesa, declarando que era preciso “impor a revolução laicista como linha oficial da maçonaria.

Presidia à organização aquando do Golpe de 28 de Maio de 1926 e do desencadear das perseguições que levariam à sua ilegalização.

Interpretação do professor Universitário Eduardo Paz Ferreira.

Lou Andreas-Salomé

São Petersburgo, 12 de Fevereiro de 1861 — Göttingen, 5 de Fevereiro de 1937

Foi uma ensaísta, filósofa, poeta, romancista e psicanalista nascida na Rússia Imperial. Desde a juventude, a sua intensa curiosidade intelectual, seu brilho e carisma pessoal aproximaram Lou Salomé de alguns dos mais importantes pensadores e artistas de sua época, incluindo Friedrich Nietzsche, Sigmund Freud, Paul Rée e Rainer Maria Rilke.

Essas relações inspiraram ensaios fundamentais da escritora, e a sua filosofia e sua vida também foram fonte de inspiração para esses mesmos pensadores.

Interpretação da consultora Cristina Azevedo.

Luchino Visconti di Modrone

Milão, 2 de Novembro de 1906 — Roma, 17 de Março de 1976

Ou Conde de Lonate Pozzolo.

Foi um dos mais importantes directores de cinema italianos. Era descendente da nobre família milanesa dos Visconti. Foi para França, onde se tornou amigo de Coco Chanel e, através dela, em 1936, foi apresentado ao cineasta Jean Renoir, com quem trabalhou no filme Une partie de campagne.

A partir de 1940, ligou-se aos intelectuais que faziam o jornal Cinema e vendeu joias da família para realizar o seu primeiro filme.

No fim da Segunda Guerra Mundial realizou o segundo filme, o documentário Giorni di gloria.

Contratado pelo Partido Comunista Italiano para realizar três filmes sobre pescadores, mineiros e camponeses da Sicília, acabou por fazer apenas um, A Terra Treme.

Interpretação do jornalista Carlos Magno.

Encontros imaginários 2020

21 de Setembro

21h00

[email protected][email protected]

213 965 360 | 913 341 683

 

Jardim Nuno Álvares (Santos)
1200 – 808 Lisboa

(se houver chuva realiza-se dentro do Teatro)

Website do Teatro A Barraca


Os assinantes solidários do Jornal TORNADO têm Desconto de 20%, em dois bilhetes para o espectáculo.


Receba a nossa newsletter

Contorne o cinzentismo dominante subscrevendo a Newsletter do Jornal Tornado. Oferecemos-lhe ângulos de visão e análise que não encontrará disponíveis na imprensa mainstream.

 

Receba a nossa newsletter

Contorne o cinzentismo dominante subscrevendo a nossa Newsletter. Oferecemos-lhe ângulos de visão e análise que não encontrará disponíveis na imprensa mainstream.

- Publicidade -

Outros artigos

- Publicidade -

Últimas notícias

Mais lidos

- Publicidade -