Diário
Director

Independente
João de Sousa

Quinta-feira, Outubro 21, 2021

Encontro Sophia Mello Breyner e Jorge de Sena

E a Barraca continua a fazer espectáculos A céu aberto, no Jardim de Santos. Desta vez homenageando 2 figuras de elite da Cultura Portuguesa

Amanhã, 10 de Agosto, às 21h no Jardim de Santos.

Com participação da sociedade civil

Fique a conhecer melhor as personagens: Sophia de Mello Breyner Andresen interpretada pela actriz e encenadora Maria do Céu Guerra e Jorge Cândido de Sena pelo actor e professor José Manuel Mendes.

Saiba quem são:

 

Sophia de Mello Breyner Andresen

Porto, 6 de Novembro de 1919 — Lisboa, 2 de Julho de 2004

Foi uma das mais importantes poetisas portuguesas do século XX. Foi a primeira mulher portuguesa a receber o mais importante galardão literário da língua portuguesa, o Prémio Camões, em 1999.

Ficou célebre como canção de intervenção dos Católicos Progressistas a sua “Cantata da Paz”, também conhecida e chamada pelo seu refrão: “Vemos, Ouvimos e Lemos. Não podemos ignorar!”

Já depois da Revolução de 25 de Abril, foi eleita para a Assembleia Constituinte, em 1975, pelo círculo do Porto numa lista do Partido Socialista.

O seu corpo está no Panteão Nacional desde 2014 e tem uma biblioteca com o seu nome em Loulé

Interpretação da actriz e encenadora Maria do Céu Guerra.

Jorge Cândido de Sena

Lisboa, 2 de Novembro de 1919 — Santa Barbara, Califórnia, 4 de Junho de 1978

Foi poeta, crítico, ensaísta, ficcionista, dramaturgo, tradutor e professor universitário português.

Depois da sua participação numa tentativa revolucionária abortada em 12 de Março de 1959, viajou até ao Brasil, convidado pela Universidade da Bahia e pelo Governo Brasileiro a participar no IV Colóquio Internacional de Estudos Luso-Brasileiros, iniciando assim o seu longo exílio, que continuou nos Estados Unidos depois do golpe militar fascista de 1964 no Brasil.

Quando se deu o 25 de Abril Jorge de Sena ficou entusiasmado e queria regressar definitivamente a Portugal, ansioso de dar a sua colaboração para a construção da democracia. Sem convites institucionais, e sem o respeito intelectual que merecia, continuou a viver nos Estados Unidos, onde tinha a sua carreira estabelecida.

Interpretação do actor e professor José Manuel Mendes.

Encontros imaginários 2020

10 de Agosto

21h00

[email protected][email protected]

213 965 360 | 913 341 683

 

Jardim Álvares Pereira (Santos)
1200 – 808 Lisboa

Website do Teatro A Barraca


Os assinantes solidários do Jornal TORNADO têm Desconto de 20%, em dois bilhetes para o espectáculo.


Receba a nossa newsletter

Contorne o cinzentismo dominante subscrevendo a Newsletter do Jornal Tornado. Oferecemos-lhe ângulos de visão e análise que não encontrará disponíveis na imprensa mainstream.

 

Receba a nossa newsletter

Contorne o cinzentismo dominante subscrevendo a nossa Newsletter. Oferecemos-lhe ângulos de visão e análise que não encontrará disponíveis na imprensa mainstream.

- Publicidade -

Outros artigos

- Publicidade -

Últimas notícias

Mais lidos

- Publicidade -