Diário
Director

Independente
João de Sousa

Segunda-feira, Agosto 2, 2021

Escuteiros organizaram evento sobre sustentabilidade ambiental

Joaquim Ribeiro
Jornalista

A sustentabilidade ambiental do nosso planeta foi o motor de arranque (ecológico) para a realização do Eco Summit 2018, no dia 24 de Março, no Centro de Educação Ambiental de Torres Vedras.Organizado pelo agrupamento 496 da Freiria do Corpo Nacional de Escutas, em conjunto com a Câmara Municipal, o evento teve como tema “Problemas Globais exigem Ações Locais”. Durante a manhã houve intervenções sobre vários temas e à tarde os participantes constituíram-se em grupos de discussão sobre os cinco temas das intervenções. No final foi elaborada uma carta de compromisso, que as cerca de 90 pessoas presentes assinaram.

Eco Summit 2018

A sessão de abertura do Eco Summit 2018 contou com as intervenções do presidente da Câmara, Carlos Bernardes, e Diana Peralta, da organização. Seguiram-se as intervenções dos oradores convidados. José Machado, engenheiro electrotécnico, falou sobre fontes de energia alternativas. José Carlos Ferreira, também engenheiro mas agrónomo, especialista em agricultura biológica, falou sobre produção e hábitos alimentares sustentáveis.

“Empresas como motor de sustentabilidade ambiental” foi o tema exposto por Simão Marçal, especialista em práticas sustentáveis enquanto sócio-gerente de várias empresas. José Henriques, médico oftalmologista e escuteiro há 40 anos, utilizador de veículos eléctricos, referiu-se à sua experiência na área da mobilidade sustentável. A psicóloga Margarida Fialho, também escuteira, focou a sua intervenção no indivíduo: “Eu” como motos de sustentabilidade ambiental.

No final saiu uma carta de compromisso subscrita pelos presentes, com cinco tópicos relacionados com os cinco temas apresentados no evento. No que se refere às fontes de energia alternativas, o documento sugere a redução o IVA para aquisição de sistemas fotovoltaicos, sensibilização da população para reduzir os resíduos sólidos e algumas sugestões à Câmara Municipal para tornar o concelho mais sustentável.

Mudança de hábitos

No capítulo dos hábitos alimentares sustentáveis, as propostas indicam sobretudo a educação e a formação dos cidadãos, para além da mudança de hábitos. As empresas têm também um papel importante na sustentabilidade ambiental e a carta de compromisso do Eco Summit enumera várias medidas a tomar. Nomeadamente, a criação de rankings de empresas e o ajuste da taxa da derrama municipal em função da classificação ambiental obtida anualmente pelas empresas.

Nos outros dois pontos da carta de compromisso é referida a necessidade de promover a mobilidade sustentável através de vários incentivos e, por outro lado, é indicada uma lista do que é que cada indivíduo pode fazer para ser actor da mudança. Designadamente diminuir a utilização de sacos de plástico nas compras, organizar acções de formação para ensinar as pessoas a produzirem desodorizantes e cosméticos caseiros, instalação de pontos de compostagem públicos e sensibilizar os alunos das escolas para hábitos alimentares mais sustentáveis, entre outras propostas.

Receba a nossa newsletter

Contorne o cinzentismo dominante subscrevendo a nossa Newsletter. Oferecemos-lhe ângulos de visão e análise que não encontrará disponíveis na imprensa mainstream.

- Publicidade -

Outros artigos

- Publicidade -

Últimas notícias

Mais lidos

- Publicidade -