Diário
Director

Independente
João de Sousa

Sábado, Dezembro 4, 2021

Espanha | sondagem revela que grande parte dos espanhóis quer um governo de coligação liderado pelo PSOE

sondagem

Uma sondagem da empresa Metroscopia, para o jornal espanhol El País, revela que a maioria dos eleitores quer uma coligação entre o PSOE e o movimento Ciudadanos.

Essa coligação, que implicaria o apoio ou abstenção de outros partidos, é apoiada por 51% dos inquiridos contra 42% dos entrevistados. O “saldo” é de nove pontos positivos. Já um governo com o PSOE sozinho tem o apoio de 43% dos inquiridos, e 49% estão contra, dando um saldo de seis pontos negativos. Os mesmos valores se aplicam à possibilidade de um governo de transição, liderado pelo líder do PSOE, Pedro Sánchez, com personalidades independentes e membros de vários partidos.

Quando a sondagem refere a hipótese de uma coligação tripartida PSOE, PP e Ciudadanos, tendo como primeiro-ministro o socialista Sánchez e vice-primeiro-ministro Mariano Rajoy, do PP, a rejeição é maior: 53% dos inquiridos contra, 42% a favor, o que dá um “saldo” de onze pontos negativos. Mas a mais acentuada rejeição vai para a hipótese de um Governo espanhol do PSOE, Podemos e Unidad Popular: 58% dos inquiridos contra e 38% a favor, sendo o saldo de vinte e um pontos negativos.

Filipe VI também é analisado nesta sondagem divulgada pelo El País. Dos inquiridos, 74% acha que o monarca tem agido bem em todo o processo para a formação de um Governo, contra 17% que não concorda com a atitude do rei. Recorde-se que Filipe VI encarregou Pedro Sánchez de formar novo executivo ao procurar apoios noutros partidos e movimentos. Neste campo, 72% estão a favor da atitude do chefe de Estado espanhol e 17% contra.

A sondagem revela ainda como os inquiridos conhecem e aprovam, ou desaprovam, os líderes políticos mais falados na questão de formação de um governo em Espanha, perante o impasse que se seguiu às eleições de Novembro do ano passado. Todos os inquiridos conhecem Pedro Sánchez (PSOE), Mariano Rajoy (PP) e Pablo Iglesias (Podemos), enquanto que Albert Rivera (Ciudadanos) é conhecido por 98% e Alberto Garzón (PC espanhol) é reconhecido por 91% dos inquiridos.

O grau de aprovação e desaprovação dos líderes é o seguinte: Albert Rivera é aprovado por 63% dos inquiridos e desaprovado por 35%; Alberto Garzón é aprovado por 55% contra 38% de desaprovação; Pedro Sánchez tem 50% de aprovação contra 46% de desaprovação; Pablo Iglesias tem 39% de aprovação e 59% de desaprovação; e Mariano Rajoy tem 30% de aprovação, contra 69% de desaprovação dos inquiridos.

Esta sondagem foi realizada dias depois de Filipe VI ter pedido ao líder do PSOE para formar Governo, depois de Mariano Rajoy, ainda primeiro-ministro do país, ter rejeitado o pedido do rei para procurar formar um elenco governativo.

Receba a nossa newsletter

Contorne o cinzentismo dominante subscrevendo a nossa Newsletter. Oferecemos-lhe ângulos de visão e análise que não encontrará disponíveis na imprensa mainstream.

- Publicidade -

Outros artigos

- Publicidade -

Últimas notícias

Mais lidos

- Publicidade -