Diário
Director

Independente
João de Sousa

Sábado, Novembro 27, 2021

Fidalgos, filhos-família, filhastros, filhotes e outros filhos

João de Sousa
Jornalista, Director do Jornal Tornado

João de SousaA explicação é muito simples. Uma senhora, do tipo filho-família, que já “nasceu com a biografia feita”, cujo destino “estava escrito nas estrelas” mesmo antes do parto, cuja vida foi facilitada ao longo de todo o seu percurso pela “carta de conforto” emitida e colada no seu berço, os obstáculos “acomodados” pela genealogia de conhecimentos avoengos, as oportunidades nascidas dessa teia de “relações”, teve o tremendo topete e insolência de acusar o secretário-geral do PCP de falta de coragem.

Escolheu mal o alvo. Isso só mostra a visão distorcida e incompleta da sua mundividência. Ou, mais claramente, da sua ignorância mas também da sua falta de tacto. É seguro afirmar que, devido à paralaxe, do seu ponto de vista é natural o absoluto desconhecimento da semântica da palavra “coragem”. Afinal, é mais que certo que o maior problema que enfrentou até hoje foi a perspectiva do fiambre acabar no frigorífico.

Mas, apesar de liderar um partido dirigido – é certo, por outros filhos-família à sua imagem e semelhança – como o líder do seu grupo parlamentar cujo principal problema na vida é saber se o Avental está ou não lavado e engomado para a reunião de Sábado – era suposto ter alguns estudos e conhecimento de história.

alberto-pimentaEstou ciente de não ser a pessoa mais preparada para analisar em profundidade esta questão dos filhos-família, ou mesmo de quaisquer outros filhos em abstracto, tanto mais que o grande mestre Alberto Pimenta já o fez numa obra cujo nome agora me escapa. Mas mesmo assim…

Há tanta coisa a apontar ao secretário-geral Jerónimo, e ao PCP em geral, que, mais ou menos certa, tenha pelo menos algum grau de plausibilidade, dando margem para discordar e discutir. Agora acusar um operário metalúrgico, um comunista, militante do Partido Comunista que ofereceu tantas vidas à Liberdade e à Democracia – que permitem à dita senhora bolçar esta e outras aleivosias -, de falta de coragem…

Até fiquei arrepiado! Esta senhorita não se enxerga mesmo!

Receba a nossa newsletter

Contorne o cinzentismo dominante subscrevendo a nossa Newsletter. Oferecemos-lhe ângulos de visão e análise que não encontrará disponíveis na imprensa mainstream.

- Publicidade -

Outros artigos

1 COMENTÁRIO

Comments are closed.

- Publicidade -

Últimas notícias

Mais lidos

- Publicidade -