Diário
Director

Independente
João de Sousa

Sexta-feira, Julho 12, 2024

Fim-de-ano com mais mortos e feridos nas estradas

bmw-crashedA GNR registou na sua Operação de Fim-de-Ano, que desenvolveu entre os dias 31 de Dezembro e 3 de Janeiro, menos acidentes nas estradas do país, mas mais mortos e feridos do que no ano anterior. Foram contabilizados 612 acidentes (menos dois do que na operação homóloga), mas o número de mortos passou de três para cinco; o de feridos graves subiu de 13 para 21 e o de ligeiros de 190 para 191.

No que diz respeito à Operação de Natal (dias 24 a 27 de Dezembro) os dados obtidos indicam uma diminuição considerável do número de acidentes (589) em comparação com o Natal de 2014 (618), enquanto que o número de vítimas mortais baixou de 9 para 7. Uma tendência de diminuição que não se estendeu, no entanto, ao número de feridos graves (passou de 13 para 19) e de ligeiros (subiu de 166 para 187).

Quanto às infracções mais comuns por parte dos automobilistas, a GNR destaca o excesso de velocidade (4.181 no acumulado das operações de Natal e fim-de-ano); a condução sob a influência do álcool (881); a incorrecta ou não utilização do cinto de segurança (259) e a utilização indevida do telemóvel durante a condução (212).

A GNR mostra especial preocupação pelas consequências da condução sob o efeito do álcool. É que dados recentes indicam que são de tal forma graves que um em cada três condutores mortos em acidentes de viação tinha uma taxa ilegal de álcool no sangue.

Receba a nossa newsletter

Contorne o cinzentismo dominante subscrevendo a nossa Newsletter. Oferecemos-lhe ângulos de visão e análise que não encontrará disponíveis na imprensa mainstream.

- Publicidade -

Outros artigos

- Publicidade -

Últimas notícias

Mais lidos

- Publicidade -