Diário
Director

Independente
João de Sousa

Domingo, Julho 21, 2024

Há 50 anos The Beatles lançavam “Rubber Soul”

Álbum foi o sexto da banda e um dos mais relevantes do quarteto

RubberSoul LP BEATLESA 3 de Dezembro de 1965, há meio-século exactamente, a editora Parlophone colocava à venda no Reino Unido “Rubber Soul”, o sexto LP dos The Beatles, justamente considerada uma obra maior na discografia do mais famoso quarteto da história da música. Uma verdadeira jóia do pop/rock, que inclui algumas das mais brilhantes canções escritas pela dupla Lennon/McCartney.

Com produção de George Martin, “Rubber Soul” foi gravado durante quatro semanas, com a produção a apontar a saída do álbum para a época natalícia, então o período do ano mais fértil para a venda de discos. Ao contrário dos outros cinco álbuns da banda, este LP foi gravado pelos The Beatles em sessões contínuas, com a banda a dedicar-se em exclusivo a este trabalho, de 12 de Outubro a 15 de Novembro de 1965. E o resultado foi brilhante, com a edição de um LP com um conjunto de 14 canções (sete em cada face), entre as quais se contam algumas das melhores do quarteto de Liverpool. Pérolas como “Drive My Car”, “Norwegian Wood (This Bird Has Flown)”, “Nowhere Man”, “Michelle”, “Girl”, “In My Life” e “Run for Your Life” tornam este 6º álbum dos Beatles numa obra-prima, num marco incontornável da história do pop/rock, num dos mais marcantes e influentes discos dos últimos 50 anos.

BEATLES 3O curioso é o facto do título do álbum ter uma relação com o cantor da banda rival (mas também amiga) dos Beatles, os Rolling Stones. Segundo Paul McCartney, que ouviu o comentário a um músico americano, “Rubber Soul” seria a forma como Mick Jagger cantava, ou seja: um branco a cantar música de negros.

“Rubber Soul” marca uma época inspirada dos Beatles, em que a banda deixava transparecer que a suas influências musicais tinham sido alargadas, nomeadamente à folk americana, mas também à “soul music”. O “velho” som rock ‘n’ roll continua lá, temperado de Rhythm & Blues, mas agora com as guitarras mais próximas do som que vinha da América, nomeadamente dos primeiros tempos eléctricos de Bob Dylan, dos The Byrds e de Buffalo Springfield.

beatles 2Embora historicamente “Rubber Soul” seja uma obra maior do currículo discográfico do grupo, não é, longe disso, o maior êxito comercial dos The Beatles. Como se esperava, o disco foi o grande sucesso do Natal de há 50 anos no Reino Unido. Um sucesso que se iria prolongar por mais algumas semanas, com o LP a liderar a lista dos mais vendidos. Nos Estados Unidos, onde a banda já era um enorme sucesso, a edição americana do disco vendeu cerca de seis milhões de cópias. Números grandiosos mas que andam longe de outros êxitos dos “Fab Four”.

 

 

 

Receba a nossa newsletter

Contorne o cinzentismo dominante subscrevendo a nossa Newsletter. Oferecemos-lhe ângulos de visão e análise que não encontrará disponíveis na imprensa mainstream.

- Publicidade -

Outros artigos

- Publicidade -

Últimas notícias

Mais lidos

- Publicidade -