Diário
Director

Independente
João de Sousa

Sábado, Setembro 18, 2021

Igreja Universal cometeu crimes em Angola, afirma Procuradoria Geral da República do país

Instituições angolanas têm provas de que houve lavagem de dinheiro da Igreja Universal, entre outros crimes.

A Procuradoria Geral da República (PGR) de Angola e o Serviço de Investigação Criminal (SIC), que é a polícia federal do país africano, afirmam que as provas reunidas contra quatro integrantes da Igreja Universal do Reino de Deus (IURD) em Angola são “fartas e contundentes”. Esses integrantes da IURD foram denunciados por crimes como lavagem de dinheiro, evasão de divisas e associação criminosa.

Reportagem da Folha de S.Paulo menciona os quatro investigados no caso: Honorilton Gonçalves da Costa, ex-representante máximo da Igreja Universal do Reino de Deus em Angola, Fernando Henriques Teixeira, ex-diretor da TV Record África, o bispo António Pedro Correia da Silva (então representante legal da Record e presidente do conselho da IURD em Angola) e o pastor Valdir de Sousa dos Santos.

O processo está sob sigilo, mas deve vir a público em breve durante a tramitação judicial.


Texto em português do Brasil

Fonte: Brasil247

Receba a nossa newsletter

Contorne o cinzentismo dominante subscrevendo a nossa Newsletter. Oferecemos-lhe ângulos de visão e análise que não encontrará disponíveis na imprensa mainstream.

- Publicidade -

Outros artigos

- Publicidade -

Últimas notícias

Mais lidos

- Publicidade -