Diário
Director

Independente
João de Sousa

Sábado, Novembro 27, 2021

Lula venceria Bolsonaro hoje no 1º turno, aponta pesquisa

Petista lidera as intenções de voto em todas as regiões do País, mas a distância para Bolsonaro é maior na região Nordeste e mais apertada no Centro-Oeste.

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) tem 48% das intenções de voto para as eleições presidenciais de 2022, contra 21% do presidente Jair Bolsonaro (sem partido). Se a disputa ocorresse hoje, Lula venceria Bolsonaro já no primeiro turno. É o que aponta pesquisa Genial/Quaest divulgada nesta quarta-feira (10).

Conforme o levantamento, estão embolados o ex-juiz Sergio Moro (sem partido, mas a caminho do Podemos), com 8%; o ex-ministro Ciro Gomes (PDT), com 6%; o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), com 2%; e o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD), com 1%. Felipe d’Avila (Novo) não pontuou. Os votos brancos e nulos somaram 10%, e 4% dos eleitores se declararam indecisos.

No segundo cenário analisado pela pesquisa, em que sai Doria e entra o governador gaúcho Eduardo Leite como candidato do PSDB, Lula também lidera as intenções de voto do primeiro turno com 47%, contra 21% de Bolsonaro. Em seguida, aparecem Sergio Moro (8%); Ciro Gomes (7%); Rodrigo Pacheco (1%) e Eduardo Leite (1%). Felipe d’Avila não pontuou. Os votos brancos e nulos somaram 10%, enquanto 4% dos eleitores se declararam indecisos.

A pesquisa também mostra que, embora o petista lidere as intenções de voto em todas as regiões do País, a distância de Lula para Bolsonaro é maior na região Nordeste (47 pontos percentuais) e mais apertada no Centro-Oeste (8 pontos percentuais).

Na sondagem espontânea, 49% se dizem indecisos, seis pontos percentuais a menos do que na última pesquisa, feita em outubro. Lula cresceu sete pontos e aparece com 29% das intenções de voto. Bolsonaro tem 16%. Brancos, nulos ou eleitores que não pretendem votar somam 4%, mesmo resultado de outubro; 2% disseram que devem escolher outros candidatos e 1% declarou que votaria em Ciro.

O instituto fez também seis simulações para o segundo turno. No primeiro, Lula venceria, com 57% das intenções de voto, contra 27% de Bolsonaro. Os votos brancos, nulos ou aqueles que declararam que não vão votar aparecem com 13% e 3% declaram estar indecisos.

No segundo cenário, numa eventual disputa entre Lula e Sergio Moro, Lula aparece na frente, com 57% das intenções de voto, ante 22% de Moro. Os votos brancos, nulos ou aqueles que declararam que não vão votar somam 19% e 3% declaram estar indecisos.

No terceiro cenário, numa eventual disputa entre Lula e Ciro, Lula aparece com 53%, contra 20% de Ciro. Os votos brancos, nulos ou aqueles que declararam que não vão votar aparecem com 24% e 3% declararam estar indecisos.

No quarto cenário, numa eventual disputa entre Lula e Eduardo Leite, Lula tem 57%, ante 14% do tucano. Os votos brancos, nulos ou aqueles que declararam que não vão votar representam 26% e 3% declararam estar indecisos. Contra Doria, Lula lidera por 58% a 13%. Os votos brancos, nulos ou aqueles que declararam que não vão votar aparecem com 26% e 5% declararam estar indecisos.

No sexto e último cenário, numa eventual disputa entre Lula e Rodrigo Pacheco, Lula aparece com 59% das intenções de voto contra 12% do senador. Os votos brancos, nulos ou aqueles que declararam que não vão votar surgem com 25% e 4% disseram estar indecisos.

A pesquisa Genial/Quaest ouviu 2.063 entrevistados entre os dias 3 e 6 de novembro. A margem de erro é de 2,2 pontos percentuais.


Texto em português do Brasil

Exclusivo Editorial PV / Tornado

Receba a nossa newsletter

Contorne o cinzentismo dominante subscrevendo a nossa Newsletter. Oferecemos-lhe ângulos de visão e análise que não encontrará disponíveis na imprensa mainstream.

- Publicidade -

Outros artigos

- Publicidade -

Últimas notícias

Mais lidos

- Publicidade -