Diário
Director

Independente
João de Sousa

Segunda-feira, Agosto 8, 2022

Mesmo com país em crise, bancos voltam a ter lucro histórico

Somente no primeiro trimestre deste ano, as quatro maiores instituições somaram lucro líquido de R$ 24,3 bilhões.

Se para grande parte da população, a situação atual é de crise, fome e desemprego, para os bancos, as coisas vão muito bem. Apenas nos três primeiros meses de 2022, os quatro maiores no Brasil — Santander, Bradesco, Itaú e Banco do Brasil — acumularam o maior lucro líquido da história: R$ 24,3 bilhões.

Mesmo tendo havido queda de 5,7% (R$ 1,5 bilhão) em relação ao mesmo período de 2021, a situação das instituições é bastante confortável. A consolidação do Pix na vida dos brasileiros alavancou negócios variados, contribuindo para ampliar os ganhos dos bancos.

O ano de 2021 também foi bastante positivo para os maiores bancos do país. O lucro nominal, de R$ 81,63 bilhões, foi o maior já registrado desde 2006. Em relação a 2020, o salto foi de 32,5%.

Uma das questões que podem afetar os bancos está diretamente ligada às dificuldades enfrentadas pela população. A inadimplência bateu recorde em maio, atingindo 66,6 milhões de pessoas; 28% foram negativados entre bancos e cartões. Mas, nada que tire o sono das instituições financeiras.

Mesmo com tamanho lucro em meio a um dos momentos mais difíceis já enfrentados pelo país, as instituições continuaram demitindo e fechando agências. Até o início deste ano, cerca de 12 mil vagas de trabalho foram fechadas pelos banqueiros, que também cortaram mais de três mil agências, desde 2020, em todo o país.


Texto em português do Brasil

Exclusivo Editorial PV / Tornad

Receba a nossa newsletter

Contorne o cinzentismo dominante subscrevendo a nossa Newsletter. Oferecemos-lhe ângulos de visão e análise que não encontrará disponíveis na imprensa mainstream.

- Publicidade -

Outros artigos

- Publicidade -

Últimas notícias

Mais lidos

- Publicidade -