Diário
Director

Independente
João de Sousa

Quinta-feira, Maio 26, 2022

Mudar a política econômica para o Brasil voltar a crescer com justiça social

Nos últimos três anos, o Brasil vem afundando no caos. O desgoverno não investe na industrialização e menos ainda na agricultura familiar. Com isso, o desemprego cresce e a fome assola milhares de lares no país.

Todo mundo sabe que as agricultoras e os agricultores familiares são responsáveis pela produção de mais de 70% dos alimentos que chegam às mesas dos brasileiros. Mas as panelas estão vazias para mais de 20 milhões de pessoas e aproximadamente 120 milhões não têm segurança alimentar, o que é muito triste em um país com tantas terras agricultáveis.

E para o Brasil sair do Mapa da Fome novamente, a agricultura familiar precisa ser valorizada. A utilização de agrotóxicos precisa ser evitada ao máximo e utilizarmos as práticas da agroecologia e, dessa forma, preservarmos as florestas e as águas, pois, tudo isso é vida.

E o futuro do país depende de nós, da luta da classe trabalhadora para o retorno da democracia com valorização do trabalho decente, com todos os direitos trabalhistas. Precisamos trabalhar para derrotar o fascismo e pôr o Brasil no caminho do desenvolvimento com combate às desigualdades.

Para isso, o Brasil precisa da agricultura familiar e de uma política de reindustrialização para a criação de empregos com carteira assinada. Precisamos também de políticas públicas em benefício das pessoas mais vulneráveis, assim como, respeitar as terras e a cultura dos povos indígenas, dos quilombolas e de uma reforma agrária que contemple as trabalhadoras e os trabalhadores do campo.

Além de combater o desmatamento de nossas florestas, a contaminação de nossos rios e as queimadas. Precisamos mudar a política econômica, fortalecendo o mercado interno e, com isso, o Brasil voltar a crescer com justiça social.

O Brasil precisa de nós e nós queremos um Brasil para todas e todos, sem discriminações, sem racismo, sem misoginia, sem LGBTfobia. Queremos um país sem fome. Vamos juntos para salvar o Brasil das garras do sistema financeiro. Vamos reconstruir um Brasil mais humano e justo.


por Thaisa Daiane Silva, Secretária-geral da Confederação Nacional dos Trabalhadores Rurais Agricultores e Agricultoras Familiares (Contag) e secretária de Jovens e Políticas Sociais da Federação dos Trabalhadores Rurais Agricultores e Agricultoras Familiares do Estado do Mato Grosso do Sul (Fetagri-MS) | Texto em português do Brasil

Receba a nossa newsletter

Contorne o cinzentismo dominante subscrevendo a nossa Newsletter. Oferecemos-lhe ângulos de visão e análise que não encontrará disponíveis na imprensa mainstream.

- Publicidade -

Outros artigos

- Publicidade -

Últimas notícias

Mais lidos

- Publicidade -