Diário
Director

Independente
João de Sousa

Quarta-feira, Maio 25, 2022

Uma noite de horror em El Aaiun

Isabel Lourenço
Isabel Lourenço
Observadora Internacional e colaboradora de porunsaharalibre.org

Laayoune (El Aaiun), capital do Sahara Ocidental ocupado, atacado de forma selvagem pelas forças de ocupação marroquinas. Torturas no meio das ruas, invasão de casas e sequestros, milhares de saharauis em protesto nas ruas.

(Em actualização)

Jovens saharauis  desempregados de El Aaiun, capital dos territórios ocupados do Sahara Ocidental, encerram-se ontem ao final do dia num autocarro da empresa Fos Bucraa numa acção de protesto.

Fos Bucraa é a empresa de fosfatos que é uma das razões para a ocupação marroquina deste território desde 1975, uma das zonas mais ricas neste mineral do mundo.

Passado pouco tempo as autoridades marroquinas retiram os manifestantes à força do autocarro provocando mais de 50 feridos graves.

Esta acção desencadeou uma onda de protesto da população saharaui, que saiu em peso para a rua.

Toda a noite o contingente policial, militar, para-militar, auxiliar e os serviços de inteligência do mahjzen (estado marroquino) aterrorizaram os habitantes saharauis numa verdadeira “caçada” casa a casa.

Neste riquíssimo território com pescas, minérios, água, petróleo, vento, sol e areia o racio de autoridadades por habitante saharaui é de 15/1.

Os activistas de direitos humanos denunciam o sequestro e detenção arbitrária de centenas de pessoas.

Este foi apenas o início

Receba a nossa newsletter

Contorne o cinzentismo dominante subscrevendo a nossa Newsletter. Oferecemos-lhe ângulos de visão e análise que não encontrará disponíveis na imprensa mainstream.

- Publicidade -

Outros artigos

- Publicidade -

Últimas notícias

Mais lidos

- Publicidade -