Diário
Director

Independente
João de Sousa

Quarta-feira, Dezembro 8, 2021

O Casulo!

Paulo Casaca, em Bruxelas
Foi deputado no Parlamento Europeu de 1999 a 2009, na Assembleia da República em 1992-1993 e na Assembleia Regional dos Açores em 1990-1991. Foi professor convidado no ISEG 1995-1996, bem como no ISCAL. É autor de alguns livros em economia e relações internacionais.

O que foi o ex-libris da Art Deco em Bruxelas – o edifício Résidence Palace – já vastamente vandalizado quando, depois de arrasado o Mosteiro do Berlaymont, foi construído em frente o edifício-sede da Comissão Europeia, levou agora com um mega-casulo encastrado em cima.

Pela módica quantia de 321 milhões de Euros – número oficial – e despudoradamente apelidado de “ovo”, a nova criação da UE simboliza a sua determinação em se fechar num casulo, mergulhar na sumptuosidade, ao mesmo tempo que impõe a austeridade. Ela traduz junto dos seus cidadãos o que a UE realmente pensa da transparência, rigor e controlo orçamentais que têm lugar de honra no seu vocabulário oficial.

O casulo é um insulto à Europa; um convite a que esta se desfaça em apoio à corte de demagogos que se prepara para a retalhar e entregar aos seus inimigos; a imagem perfeita da razão pela qual a “Nossa Europa”, a Europa dos que querem um mundo mais justo e mais fraterno, a Europa dos que atravessam fronteiras à busca de trabalho e condições de vida para si e para os seus, a Europa da humanidade, da liberdade e da democracia, não pode aceitar o silêncio e o compromisso com este estado de coisas.

Nota do Director

As opiniões expressas nos artigos de Opinião apenas vinculam os respectivos autores.

Receba a nossa newsletter

Contorne o cinzentismo dominante subscrevendo a nossa Newsletter. Oferecemos-lhe ângulos de visão e análise que não encontrará disponíveis na imprensa mainstream.

- Publicidade -

Outros artigos

- Publicidade -

Últimas notícias

Mais lidos

- Publicidade -