Diário
Director

Independente
João de Sousa

Quarta-feira, Maio 22, 2024

Outubro: mês das Noites de Queluz

Ciclo Noites de Queluz

Ao longo de nove concertos, as “Noites de Queluz” propõem uma viagem pela música erudita que se ouviu na Europa entre o Barroco e o Romantismo, incluindo-se aqui o património musical português. Deste é exemplo a Serenata “L’Endiminone”, enviada por Niccolò Jommelli à família real portuguesa e conservada desde então no Palácio da Ajuda.

O ciclo tem a direcção artística de Massimo Mazzeo e conta com a participação de muitos dos mais conceituados intérpretes europeus especializados na música desta época.

“Este ciclo de música, na terceira edição, é uma pequena contribuição, uma luz aparentemente escondida que atravessa a cortina, onde a interpretação de grandes obras da cultura ocidental é complementada com a apresentação moderna de mais uma obra recuperada do património musical associado ao Palácio de Queluz: a serenata “L’Endimione” de N. Jommelli”, sublinha Massimo Mazzeo.

 


O concerto de abertura, “Uma serenata redesperta para a vida”, teve lugar a 1 de OutubroCelebrou-se o Dia Internacional da Música precisamente com a estreia moderna mundial da serenata “L’Endimione”, de Niccolò Jommelli, sobre libreto de Pietro Metastasio. A obra, ouvida em Queluz em 1780, regressa agora ao Palácio com Lucia Napoli (mezzosoprano), Milena Georgieva (soprano), Bárbara Barradas (soprano), Margarida Pinheiro (soprano) e o Divino Sospiro, sob a direcção musical de Massimo Mazzeo.

Programa: Noites de Queluz

“O crepúsculo da viola da gamba”

Vittorio Ghielmi (viola da gamba), e Florian Birsak (pianoforte)
Interpretação de obras de Carl Friedrich Abel, Johann Christian Bach, Andreas Lidl, Muzio Clementi e Carl Philipp Emanuel Bach
8 de Outubro, às 21h30, na Sala da Música

“Dois grandes e um pequeno mestre”

Agrupamento alemão Compagnia di Punto 
Interpreta obras de Antonio Rosetti, Franz Joseph Haydn e Wolfgang Amadeus Mozart
14 de Outubro, às 21h30, na Sala da Música

“Dois virtuoses do pianoforte e um lusitano em Paris”

Rogério Rodrigues (especialista em pianos históricos)
Apresenta o recital com obras de Mozart, Muzio Clementi e João Domingos Bomtempo
15 de Outubro, às 21h30, na Sala da Música

“Um virtuose italiano na Inglaterra georgiana”

Giuliano Carmignola (violinista), com a Accademia dell’Annunciata (orquestra) e Riccardo Doni (cravo e direção musical),
Concerto, com obras de Johann Christian Bach, Carl Philipp Emanuel Bach, Felice Giardini e Carl Friedrich Abel
20 de Outubro, às 21h30, na Sala do Trono

“Um serão com Beethoven”

Giuliano Carmignola (violinista), com a Accademia dell’Annunciata (orquestra) e pelo Divino Sospiro e sob a direção musical de Massimo Mazzeo
Programa preenchido com obras de Beethoven
22 de Outubro, às 21h30, na Sala do Trono

“Um compositor português no tempo de Napoleão”

Gabriela Canavilhas (piano) e o Concerto Moderno (orquestra), com direção de César Viana
Concerto-palestra dedicado a João Domingos Bomtempo
21 de Outubro, às 21h30, na Sala do Trono

“Um passeio pelo Classicismo europeu”

Helianthus Ensemble – composto por Laura Pontecorvo (flauta), Iskrena Yordanova (violino), Marco Ceccato (violoncelo) e Guido Morini (cravo)
Interpretará obras de Tommaso Giordani, Giovanni Battista Costanzi, Joseph Haydn, Franz Danzi e Mozart
28 de Outubro, às 21h30, na Sala da Música

“Três trios da trindade vienense”

Trio La Gaia Scienza formado por Federica Valli (pianoforte), Stefano Barneschi (violino) e Paolo Beschi (violoncelo)
Apresenta obras de Joseph Haydn, Mozart e Beethoven
29 de Outubro, às 21h30, na Sala da Música

Informações adicionais

Página do Ciclo de Noites de Queluz

Organizado em parceria com o Divino Sospiro – Centro de Estudos Musicais Setecentistas de Portugal
O Centro de Estudos Musicais Setecentistas de Portugal, com sede nas instalações do Palácio Nacional de Queluz, tem como objetivo principal a promoção e divulgação do património musical associado ao Palácio de Queluz, no qual a música ocupou desde sempre um papel central, e onde foram apresentadas dezenas de serenatas e óperas.

Receba a nossa newsletter

Contorne o cinzentismo dominante subscrevendo a nossa Newsletter. Oferecemos-lhe ângulos de visão e análise que não encontrará disponíveis na imprensa mainstream.

- Publicidade -

Outros artigos

- Publicidade -

Últimas notícias

Mais lidos

- Publicidade -