Diário
Director

Independente
João de Sousa

Quinta-feira, Dezembro 2, 2021

Passos quer um “Duro” no lugar de Jerónimo

José Mateus
Analista e conferencista de Geo-estratégia e Inteligência Económica

jeronimo-sousa

Perdida a jogada das sanções de Bruxelas, o PSD de Passos aposta agora todas as fichas que lhe restam numa ruptura entre o PS e o PCP. Dois momentos são a chave desta jogada.

Primeiro, Jerónimo de Sousa terá de ser substituído por um “duro” (ou até mesmo um “durão”…), muito rapidamente (próximo congresso do partido ou até antes disso), que acuse o PS de “ceder a Bruxelas e conduzir políticas de direita” e rompa com a unidade de esquerda. Um “duro” do PCP mas saído de uma história do Iznogoud e que, portanto, quer ser califa no lugar do califa.

Segundo momento, a aprovação do orçamento e/ou de outros eventuais “apertos” impostos por Berlim/Bruxelas. Sob pressão dos “duros” (e “durões”…), o PCP rompe as fileiras, a geringonça descarrila e lá vamos para novas eleições que Passos acha que ganharia.

Problemas desta “solução” muito imaginativa e atribuída a Passos e sus muchachos (e algumas muchachas):

Primeiro, não é muito credível vender a pele de Jerónimo de Sousa antes de o ter morto…

Segundo, não é muito credível que o PSD de Passos ganhe quaisquer legislativas, neste ou no próximo ano, e tão pouco é credível que por mais “duro” (de cabeça…) que seja, o tal senhor (que Passos quer no lugar de Jerónimo) acredite que, num tal cenário, a Catarina Martins & Cª não lhe comiam mais uma fatia do seu eleitorado… Como fizeram, há meses, nas “presidenciais”.

E tão pouco convence o argumento de que Passos foi militante do PCP, conhece bem a tal “máquina” e lá terá guardado bons contactos.

Em resumo, esta “solução” atribuída nos mentideros a Passos é tão credível como o próprio Passos, ou seja, a “criatura” sofre da mesma doença do criador: falta de credibilidade.

Mas se for verdade e a coisa for para a frente, tudo o que vai acontecer é assistirmos ao suicídio em palco de um “duro” e ao desabar de mais um cenário para ressuscitar Passos. E, claro, a um imenso sorriso na cara de Jerónimo de Sousa…

Receba a nossa newsletter

Contorne o cinzentismo dominante subscrevendo a nossa Newsletter. Oferecemos-lhe ângulos de visão e análise que não encontrará disponíveis na imprensa mainstream.

- Publicidade -

Outros artigos

- Publicidade -

Últimas notícias

Mais lidos

- Publicidade -